Grécia enfrenta exame final em Bruxelas

(DR)
(DR)
(DR)

A Grécia, toda a União Europeia e, certamente, os mercados financeiros estão de olhos postos em Bruxelas onde decorre, ao final da tarde, a cimeira de emergência da União e a reunião do Eurogrupo.

Os parceiros europeus esperam que Alexis Tsipras traga com ele, para além de um novo ministro das Finanças, um novo plano de reformas e vontade de negociar.

Atenas precisa, como de pão para a boca, de um acordo que salve o país da falência; os gregos precisam
de poderem projetar-se no futuro e dos depósitos retidos nos bancos que continuam encerrados, pelo menos até amanhã.

No parlamento Europeu, o presidente da Comissão, Jean Claude Junker, disse que fará tudo para evitar a saída da Grécia da zona euro, mas que “há países que, aberta ou secretamente, trabalham para excluí-la”.

“A bola está do lado do governo grego que terá que explicar como tenciona desenvencilhar-se desta situação. A Comissão Europeia, por seu turno, está disposta a fazer tudo para encontrar um acordo num prazo aceitável”, afirmou.

François Hollande e Angela Merkel encontraram-se ontem em Paris para acertarem as posições do eixo franco-alemão para esta cimeira. Ambos se mostram dispostos a dialogar, mas exigem a Alexis Tsipras que apresente esta terça-feira propostas claras e concretas. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA