Gol e Infraero receberão punição por deficiente que se arrastou para embarcar

(Reprodução/Facebook)
(Reprodução/Facebook)
(Reprodução/Facebook)

Demorou, mas a punição chegou. A Gol Linhas Aéreas e a Infraero serão multadas pela Anac em até R$ 230 mil por conta do embarque irregular de uma passageiro com deficiência física em voo que saiu de Foz do Iguaçu em 2014. Ainda cabe recurso à decisão.

Na ocasião, Katya Hemelrijk da Silva, que é cadeirante, precisou se arrastar pelas escadas de embarque para poder entrar em uma aeronave.

Um relato da própria vítima em uma rede social viralizou rapidamente e chamou a atenção, fazendo com que o caso chegasse à Anac, que regula todos os termos relativos ao tráfego aéreo no Brasil.

Enquanto a Infraero afirmou não ter recebido a notificação da multa, a Gol afirmou que tomará as medidas necessárias para evitar que problemas como esse voltem a acontecer, mas ponderou que não comenta autos de infrações.

Por lei, desde 2015, a administração dos aeroportos é obrigada a oferecer equipamento de embarque e desembarque de passageiros com deficiência. (Yahoo Notícias)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA