Farc dizem que suspensão de bombardeios na Colômbia é avanço para negociação de paz

(REUTERS)
(REUTERS)
(REUTERS)

A guerrilha Farc classificou nesta terça-feira de “positiva” a decisão do governo colombiano de suspender os bombardeamentos contra acampamentos rebeldes e disse que isso contribui para a negociação de paz que busca acabar com o conflito armado mais antigo do continente.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, determinou no fim de semana a suspensão dos bombardeamentos aéreos contra os acampamentos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia para reduzir a intensidade do conflito armado depois de uma violenta escalada da guerrilha e a resposta do governo, o que complicou as conversações.

“A determinação do senhor presidente é uma medida que contribui para gerar um clima de confiança propício para avançar na discussão dos temas pendentes do Acordo Geral de Havana”, disse o guerrilheiro Carlos Antonio Lozada, em comunicado lido à imprensa no centro de convenções de Havana, onde ambas as partes negociam o fim do conflito.

A decisão de Santos ocorre depois que o grupo rebelde declarou um cessar-fogo unilateral das hostilidades a partir de 20 de Julho, ao que o governo respondeu com uma redução das acções militares contra insurgentes.

Mas em Bogotá, o presidente alertou nesta terça-feira que uma ruptura do cessar-fogo da guerrilha dificultaria o futuro da negociação que pretende encerrar um conflito de mais de meio século que deixou 220.000 mortos.

“Realmente acredito que se for violado novamente o cessar-fogo, vai ser muito difícil reconstruir o processo no futuro”, disse Santos durante um evento. (reuters.com)

 

por Nelson Acosta, com reportagem adicional de Luis Jaime Acosta, em Bogotá

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA