EUA: Ascensão de Trump nas pesquisas pode ser temporária

(Foto: AP/ John Locher)
(Foto: AP/ John Locher)
(Foto: AP/ John Locher)

É improvável que o candidato à presidência Donald Trump obtenha a candidatura pelo Partido Republicano dos EUA, disse a Sputnik News o professor Robert Y. Shapiro, embora as últimas pesquisas de intenção de voto o coloquem à frente dos 15 demais candidatos do partido.

De acordo com uma pesquisa de mídia realizada pelo The Washington Post e pela ABC News, a proporção de eleitores republicanos que vêem favoravelmente o magnata duplicou, atingindo 57%.

Ao mesmo tempo, uma pesquisa realizada pelo USA Today também o coloca na frente entre os candidatos republicanos com 17% de apoio.

No entanto, “eu não acho que ele possa ter chance de se tornar o candidato republicano a Casa Branca”, disse Shapiro, professor de ciência política na Universidade de Columbia.

“É muito cedo e (Trump) ganhou muita atenção em certos grupos de eleitores pelos seus comentários recentes”, mas “este apoio pode ser suficiente para lhe dar notoriedade e o manter na campanha até pelo menos os primeiros debates”, avaliou.

Trump lançou sua candidatura no mês passado com declarações que foram tidas como racistas.

“Quando o México envia sua gente, não envia os melhores… [eles] trazem drogas, crime, são infractores”, disse em 16 de Junho. Desde então, várias empresas cancelaram a sua colaboração ao empresário: a NBC cancelou o concurso de Miss América, patrocinado por uma das empresas de Trump, e o centro comercial Macy’s retirou a linha de roupas do milionário.

Seus comentários introduziram na campanha a delicada questão migratória e terminaram por moldar o perfil político de Trump, um magnata do sector imobiliário famoso pelas suas declarações bombásticas e que nunca exerceu um cargo público.

Para Shapiro, “seu apoio vem de pessoas que podem não estar familiarizadas com os outros candidatos republicanos” para quem, além disso, “a imigração é uma questão muito importante”.

O cientista político também observou que “devemos considerar que Trump é um” “outsider” da política.

Uma pesquisa de opinião publicada nesta quinta-feira (16) pela Univision relata que sete em cada 10 entrevistados latinos têm uma impressão desfavorável de Trump e oito em cada 10 consideraram seus comentários ofensivos.

No entanto, o candidato disse esta semana que pretende captar o voto dos cidadãos de origem latino-americana. “Emprego a milhares de hispânicos”, disse o candidato ao canal MSNBC. (sputniknews.com)

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA