Estado continua apostado na redução do desequilíbrio de género na função pública

PARTICIPANTES AO SEMINÁRIO SOBRE O DIA AFRICANO DO SERVIÇO PÚBLICO (Foto: Lino Guimarães)

A função pública tem vindo a consolidar o seu papel cada vez mais relevante na melhoria da prestação de serviços públicos de qualidade e acessíveis ao cidadão, bem como para a redução do desequilíbrio de género considerou hoje, quinta-feira, em Luanda, o ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, António Pitra Neto.

PARTICIPANTES AO SEMINÁRIO SOBRE O DIA AFRICANO DO SERVIÇO PÚBLICO (Foto: Lino Guimarães)
PARTICIPANTES AO SEMINÁRIO SOBRE O DIA AFRICANO DO SERVIÇO PÚBLICO (Foto: Lino Guimarães)

O titular da pasta do trabalho falava durante a abertura do seminário sobre “O papel da função pública na autonomização das mulheres a inovação e acessibilidade aos sistemas de prestação de serviço”, para marcar o dia Africano do Serviço Público (23 de Junho).

Segundo o governante, em 2014 as províncias do Cunene, Benguela, Luanda, Huambo, Huíla, Cuanza Sul e Cuando Cubango detinham na função pública uma percentagem igual ou superior a 40 porcento das mulheres, o que demonstra uma tendência positiva no conjunto das medidas emanadas pelo Executivo, tendo em conta que nos anos anteriores a percentagem era de 35 (2012) e 36 (2013).

O responsável referiu igualmente que o mesmo visa o emponderamento da mulher, assente no aumento dos níveis de competências, bem como em igualdade de circunstância concorrendo para a prestação de trabalho no sector público administrativo.

“A instituição pública incorpora no seu artigo 23º, o princípio da igualdade de género e da não discriminação em função do sexo”, elucidou.

Destacou o facto de este ano a celebração desse dia coincidir com a comemoração dos 40 anos de independência da indepedência nacional, período durante o qual a função pública tem vindo a consolidar o seu papel cada vez mais relevante na melhoria da prestação de serviços públicos de qualidade e acessíveis ao cidadão. (portalaangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA