Encontrado morto na prisão homem que matou a companheira e o filho

(DR)
(DR)
(DR)

O caso está a ser investigado, mas tudo aponta para suicídio. O menino baleado morreu também hoje no Hospital de S. João, no Porto.

O homem que matou a companheira e o filho de seis anos, em Ermesinde, foi este sábado encontrado morto sua cela junto às instalações da Polícia Judiciária do Porto, avança o Jornal de Notícias.

Segundo confirmou a polícia a este jornal, António Godinho foi encontrado morto cerca das 16 horas. O caso está a ser investigado mas tudo aponta para suicídio.

O homem baleou uma mulher com cerca de 40 anos, com quem mantinha uma relação, e o filho de ambos, com seis anos, tendo sido detido poucas horas depois pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) da PSP sem oferecer resistência.

Enquanto se encontrava no interior do veículo da PSP ainda tentou pôr fim à vida com um frasco de veneno para ratos. Contudo, a dose foi tão pequena que apenas lhe causou mal-estar.

A mulher acabou por falecer no Hospital de S. João, no Porto, a mesma unidade na qual desde o dia do acidente o filho de ambos estava internado, tendo acabado por morrer hoje.

As autoridades indicam que a mulher, de 46 anos de idade, já tinha apresentado queixa de violência doméstica contra o homem de 54 anos.

O crime deu-se por volta das 21h30 de quinta-feira, sendo que os vizinhos foram alertados pelo barulho dos disparos na Avenida Calouste Gulbenkian, em Ermesinde, na casa da vítima. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA