Desemprego é ‘arma de guerra’ do Governo na campanha eleitoral

(DR)
(DR)
(DR)

Dados do INE sustentam afirmações de Passos Coelho de que há mais emprego em Portugal.

PSD e CDS dão seguimento à campanha eleitoral e lançam, este sábado, um novo cartaz de propaganda. E a sua arma de guerra já está definida. A coligação está orgulhosa dos novos dados do INE quanto ao desemprego e quer mostrar ao país aquilo que foi capaz de fazer: criar 175 mil novos postos de trabalho.

E é com esta premissa que pretende provar ao eleitorado que, depois de ter herdado um país falido, conseguiu dar-lhe a volta e impulsionar o emprego.

‘Portugal está a melhorar’ é a frase que se pode ler nos cartazes que a Coligação coloca hoje nas ruas, revela o Expresso. Frase essa que pretende provar que os resultados da ação do Governo estão a tornar-se visíveis, e os dados do INE são a prova disso.

Apesar dos dados, o primeiro-ministro não consegue fugir às criticas. João Galamba, do PS, por exemplo, diz que o Governo destruiu “320 mil postos de trabalho em toda a legislatura” e que apenas foram criados 120 mil postos de trabalho dos quais “80 mil são contratos de emprego e inserção em que os desempregados são colocados no Estado ou em IPSS, numa situação altamente precária”.

Já fonte do Governo faz frente às críticas referindo que o tática do PS “é chamar mentiroso ao primeiro-ministro de cada vez que o Governo apresenta resultados”. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA