Deputados do MPLA trabalham hoje no município de Icolo e Bengo

DEPUTADOS DA BANCADA PARLAMENTAR DO MPLA (Foto: Pedro Parente)

Icolo e Bengo – Um grupo parlamentar do MPLA, encabeçada pelo deputado, Lourenço Diogo Contreiras Neto, trabalha desde manhã de hoje, segunda-feira, em Icolo e Bengo, em Luanda, com objectivo de ser informado sobre o estado político-partidário e socioeconômico da região.

DEPUTADOS DA BANCADA PARLAMENTAR DO MPLA (Foto: Pedro Parente)
DEPUTADOS DA BANCADA PARLAMENTAR DO MPLA (Foto: Pedro Parente)

Os deputados do MPLA que vão trabalhar durante três dias nesta municipalidade começaram por visitar a comuna de Catete, com as atenções viradas para a povoação do Dungo onde existem obras do sistema de captação de água potável, posto de saúde e uma escola.

Seguidamente, visitarão as obras relacionadas com a terraplanagem das vias rodoviárias que ligam Catete à povoação do Guimbe e as de Calumbunze de cima e de baixo.

Ainda em Catete, os legisladores irão fiscalizar o andamento da segunda fase de construção da nova aldeia de Caxicane, onde já esta terminada a primeira fase com 300 casas já habitadas por famílias camponesa da zona.

Hoje, o trabalho dos deputados encerra com  as visitas de constatação a comuna de  Cabíri, onde na localidade de Minhinge fiscalizarão uma escola do ensino primário com seis salas de aulas, um posto médico e a Subestação Eléctrica de círculo combinado do Soyo, Kapari e Catete.

Já no seguimento da agenda para a terça-feira, 7, a delegação parlamentar seguirá para a comuna de Cassoneca, onde se vai reunir com as populações de Tonha-Xiri, Zenza do Gulungo e Ganga Zunze, dando a possibilidade da comunidade expor as suas preocupações  sobre as suas condições de vida, bem como as necessidades prementes que vivem.

Enquanto que para o dia 8, os deputados terão um encontro de auscultação alargado com os membros do comité municipal do partido de Icolo e Bengo, OMA, JMPLA, autoridades tradicionais e outras organizações sociais.

Segundo a nota chegada à Angop, os parlamentares serão igualmente informados sobre o projecto do Programa de  Investimento Públicos e de Combate à Pobreza para o ano de 2016, assim como os principais problemas que podem concorrer para abstenção do eleitorado ao pleito de 2017.

O Comité Municipal de Icolo e Bengo possui 22 mil 815 militantes, distribuídos em 210 comités de acção, enquanto a OMA tem enquadrado nas suas fileiras 11 mil 215 militantes, repartidas em 250 secções de base, sendo que a JMPLA controla oito mil e 259 membros divididos em 100 organizações de base. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA