Cunene: Angola e Namíbia advogam maior dinamismo na segurança da fonteira comum

Acto de encerramento encontro bilateral entre as policias de Angola e da Namibia (Foto: José Cachiva)

Ondjiva – Os participantes no encontro bilateral entre as policias de Angola e da Namíbia recomendaram hoje, terça-feira em Ondjiva, província do Cunene, maior dinamismo da cooperação entre as duas instituições, visando uma maior segurança da fronteira comum.

Acto de encerramento encontro bilateral entre as policias de Angola e da Namibia (Foto: José Cachiva)
Acto de encerramento encontro bilateral entre as policias de Angola e da Namibia (Foto: José Cachiva)

Em comunicado de imprensa do encontro que decorreu entre os dias 27 e 28 do corrente mês, lido pelo porta-voz do comando da policia do Cunene, Intendente Piedade Pombal, os participantes realçaram o reforço da partilha de informação da situação criminal dos dois países, com objectivo de combater os crimes transfronteiriços.

Neste âmbito, refere o comunicado está previsto para o mês de Agosto próximo, a realização de uma reunião para análise da situação da segurança ao longo do perímetros fronteiriço que compreende os marcos 35,37,38 e 39, para o reforço dos mecanismos de cooperação de coordenação e combate aos crimes mais frequentes ao longo da fronteira do Cuando Cubango/Okavango leste e Oeste e Zambeze.

A reunião notou com agrado as relações entre as duas forças policiais, o que tem favorecido a cooperação e sucessos alcançados nas operações conjuntas transfronteiriças, simultâneas e bilaterais nas linhas de fronteira do Cunene/Ohangwena, Omusati e Oshikango.

Os participantes reiteraram a necessidade da realização de operações bilaterais com base em informações de inteligência criminal, bem como enalteceram os esforços dos dois países no controlo da circulação de armas ligeiras, no âmbito das recomendações das Nações Unidas e da SADC.

Entretanto, o Comandante -Geral da Policia Nacional, Ambrósio de Lemos, disse que o encontro permitiu adoptar politicas de cooperação e troca de informações conjuntas quer  do lado de Angola e quer da Namíbia,  favorecendo maior segurança dos dois países.

Referiu entretanto a necessidade de redobrar os níveis de informação que diz respeito alguns prófugos ou marginais que tenham cometido crime em um determinado país e se refugiarem no outro, que sejam denunciados e poderem ser capturados, afim de prestar conta com os órgãos de justiça.

Ambrósio de Lemos salientou ainda a necessidade de ambas as partes prestarem maior atenção para aqueles elementos que tentam passar a fronteira como autoridades e facilitar saída de pessoas e veículos de um lado para o outro.

Aspectos sobre a situação operativa ao longo da fronteira comum, o melhoramento das condições de trabalho dos grupos operativos para realização de operações conjuntas e imediatas, informações sobre a situação carceraria de cidadãos de ambos países e o reforço de mecanismos de controlo de armas de fogo a partir da exportação da Namíbia dominam a agenda de trabalhos do encontro.

Presidida pelo Comandante -Geral da Policia Nacional, Ambrósio de Lemos e co-presidida pelo inspector- geral da força namibiana, Sebastian Ndeitunga, a reunião foi integrada por oficiais comissários das respectivas policias, incluindo comandantes das províncias fronteiriças e os órgãos de investigação criminal. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA