Cuanza-Sul: Identificadas vítimas de acidente de helicóptero da Sonair

Cuanza Sul: Comandante provincial da Policia Nacional, Alberto Lisboa Mário em declaração à imprensa local. (Foto: Inácio Sabino)
Cuanza Sul: Comandante provincial da Policia Nacional, Alberto Lisboa Mário em declaração à imprensa local. (Foto: Inácio Sabino)
Cuanza Sul: Comandante provincial da Policia Nacional, Alberto Lisboa Mário em declaração à imprensa local. (Foto: Inácio Sabino)

Os Serviços de Investigação Criminal (SIC) e técnicos legistas da Polícia Nacional estão a identificar, na cidade do Sumbe, as vítimas do acidente com o helicóptero da Sonair, ocorrido quinta-feira passada, na localidade do Nhime, no morro do Ungelo, município da Conda, província do Cuanza Sul.

O aparelho caiu na zona montanhosa e mata densa, quando seguia para o Waco-Cungo, numa missão do Instituto Nacional de Emergências Médicas (INEMA).

Em declarações à imprensa hoje, quinta-feira, o comandante provincial da Policia Nacional, Alberto Lisboa Mário, adiantou que os técnicos do SIC e legistas estão a identificar os corpos para a sua posterior entrega às famílias, cujo  dia não foi revelado.

“Foi um trabalho árduo das tropas, da Policia, caçadores, da brigada canina e da população que não pouparam esforço para encontrar a aeronave desaparecida a sete dias”, disse Lisboa Mário.
Salientou que a visibilidade no local era muito reduzida, por causa de muito nevoeiro, mata densa e profundidade que dificultaram a localização imediata do helicóptero e seus ocupantes.

Quanto ao apoio as famílias dos sinistrados, Lisboa Mário disse que o Governo Provincial e a Sonair estão a trabalhar para que os mesmos sejam enterrados condignamente, uma vez que cumpriam serviço a pátria.

Louvou o apoio da população que com parcos recursos ajudaram as equipas de resgate com alimentação e água.

A bordo do helicóptero seguiam o comandante da aeronave, Adão Vasco Fialho, capitão de bordo, José Caetano,  regulador de trânsito, Filipe José Tchinduamba, motorista do INEMA, Victor da Costa Semedo e a enfermeira, Vitoria Miguel, todos angolanos e o técnico de bordo, Lapeur Frederic, de nacionalidade francesa, cujas famílias já foram contactadas pela Polícia Nacional (PN).

A Angop apurou de fonte da Sonair, que sexta-feira uma equipa de comandos desloca-se ao local para retirar a caixa preta e alguns destroço do helicóptero, com vista a avaliar as causas do acidente. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA