Cuanza Norte: Polícia ganha unidade sanitária este ano

Polícia no Cuanza Norte terá unidade sanitária (Foto: Leonardo Castro/Arquivo)
 Polícia no Cuanza Norte terá unidade sanitária (Foto: Leonardo Castro/Arquivo)

Polícia no Cuanza Norte terá unidade sanitária (Foto: Leonardo Castro/Arquivo)

O Comando Provincial da Polícia Nacional (PN), no Cuanza Norte, contará, ainda este ano, com uma unidade sanitária com capacidade para 20 camas, visando atender os efectivos da corporação e seus familiares, cujas obras encontram-se em fase conclusiva.

A informação foi avançada sexta-feira à Angop, em Ndalatando, sede provincial, pelo arquitecto da Brigada de Obras do Ministério do Interior, Antolino Pereira Leitão, à margem de uma visita de constatação ao empreendimento, efectuada pelo inspector- geral do Comando Geral da Polícia Nacional, comissario-chefe Alberto Jorge Antunes.

Antolino Leitão disse que a construção do hospital visa permitir que os efectivos da corporação e seus familiares beneficiem de assistência médica e medicamentosa sem recorrer a outras unidades sanitárias.

Aclarou que quando concluído, o hospital terá um banco de urgências, sala de consultas externas, área de internamento, sala de raio X e outra de ecografias, entre demais dependências, incluindo serviços administrativos e de apoio hospitalar, devendo prestar vários serviços médicos, com realce para os ligados às patologias mais frequentes na região.

A infra-estrutura tem dois pisos e está a ser erguida numa área de 800 metros quadrados juntos às instalações da Direcção Provincial de Viação e Trânsito e Obras Públicas, na cidade de Ndalatando.

As obras da sua construção iniciaram em finais de 2014 e encontram-se, actualmente, na fase de aplicação da cobertura, colocação de loiça sanitária, ladrilho e outros trabalhos de finalização.

A infra-estrutura faz parte do programa do Comando-geral da Polícia Nacional lançado em 2013, que visa a construção, em todas as províncias do país, de hospitais para colocar ao serviço dos efectivos da corporação e dos respectivos familiares. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA