Cuanza Norte: Papa Francisco envia Carta Apostólica à Diocese de Ndalatando

Sé Catedral de Ndalatando - Sede da Diocese Saudada pelo Santo Padre (Foto: Cortesia de Lucas Leitão)
Sé Catedral de Ndalatando - Sede da Diocese Saudada pelo Santo Padre (Foto: Cortesia de Lucas Leitão)
Sé Catedral de Ndalatando – Sede da Diocese Saudada pelo Santo Padre (Foto: Cortesia de Lucas Leitão)

A Diocese de Ndalatando e o seu bispo, Dom Almeida Kanda, receberam neste domingo, do Vaticano, uma Carta Apostólica do Papa Francisco, por ocasião dos 25 anos de existência da Diocese que neste 5 de Julho se assinalou.

Na correspondência, o Santo Padre felicita esta Circunscrição Eclesiástica pelas celebrações e pede a todos os diocesanos que levem o evangelho a quem precisa escuta-lo.

A mensagem foi lida pelo encarregado de negócios da Nunciatura Apostólica em Angola, Monsenhor Ervin Lengyel, durante a missa solene que marcou o encerramento do Jubileu da Diocese, celebrada pelo bispo Dom Almeida Kanda.

“Informado que vai reunir-se com o seu povo cristão em celebração dos 25 anos da Diocese, o Santo Padre, de bom grado, associa-se a esta acção de graças da comunidade diocesana, implorando para todos os seus filhos e filhas paz e força em abundância em Jesus Cristo ressuscitado, a fim de perseverarem na íntegra e comunicarem sem medida a preciosa herança da fé recebida”, redigiu o Sumo Pontífice.

Segundo a missiva papal, a herança da fé é um dom que precisa ser cultivado em terras boas para que dê frutos de vida eterna, “porque se não se cultiva morre”.

O Papa encoraja a todos os membros da Igreja “que peregrinam no Cuanza Norte” para que se empenhem cada vez mais numa catequese sistemática a todos os níveis, que lhes proporcione uma fé solida, que testemunhada na vida, dá o anúncio profético de Cristo que Angoa espera e precisa”.

O Santo Padre lembra ainda o 26 de Março de 1990, altura em que a Diocese foi criada, e faz uma menção especial ao primeiro Bispo da Diocese, Dom Pedro Luís Scarpa (resignado por idade), que lançou a primeira “semente” do que é hoje a Diocese de Ndalatando.

Ao final da carta o “Bispo de Roma” concede gentilmente uma Bênção Apostólica ao Bispo Diocesano, Dom Almeida Kanda, a todo o clero que trabalha nesta Diocese, aos religiosos e religiosas e a todos os fiéis diocesanos.

Por seu turno, Dom Almeida Kanda agradeceu o gesto do sumo pontífice e em seu nome e do clero e da Igreja no Cuanza Norte prometeu fidelidade e obediência ao ministério do Papa Francisco, enquanto bispo de Roma.

Assistiram à missa que decorreu no pátio da Sé Catedral de Ndalatando (sede provincial), membros do governo provincial do Cuanza Norte, com destaque para o governador Henrique André Júnior.

Bispos titulares, auxiliares e eméritos das Arquidioceses e das Dioceses de Luanda, Malange, Uíge, Huambo, Benguela, Cunene, Cuanza Sul, Bié, Mbanza Congo e da Conferencia Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), bem como padres e fiéis das distintas dioceses, deputados à Assembleia Nacional e líderes de outras denominações religiosas sedeadas na província testemunharam o, igualmente, o acto.

A Diocese de Ndalatando conta actualmente com 10 paróquias instaladas em oito dos dez municípios da província, excepto Bolongongo e Banga, e é assegurada por 25 padres, 67 religiosas e missionárias, 553 catequistas, quatro finalistas de teologia (em estágio) e alguns seminaristas propedêuticos, para além de leigos. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA