Cuanza Norte: Ndalatando acolhe acto central das comemorações do dia da juventude da Igreja Metodista Unida

CUANZA NORTE: JUVENTUDE DA IGREJA METODISTA UNIDA DE ANGOLA. (Foto: DINIZ SIMÃO)

A cidade de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte, acolhe o acto central nacional do dia da juventude da Igreja Metodista Unida em Angola (JIMUA), a assinalar-se a 4 do mês em curso, data em que esta organização juvenil religiosa assinala o seu 63ºaniversário.

CUANZA NORTE: JUVENTUDE DA IGREJA METODISTA UNIDA DE ANGOLA. (Foto: DINIZ SIMÃO)
CUANZA NORTE: JUVENTUDE DA IGREJA METODISTA UNIDA DE ANGOLA. (Foto: DINIZ SIMÃO)

De acordo com o pastor da Igreja Metodista Unida central de Ndalatando, Euclides dos Santos, em declarações hoje (quinta-feira) à Angop, para assinalar a data, estão previstas a realização, nos dias 3, 4 e 5 do mês em curso, de várias actividades culturais, desportivas, recreativas e sociais com a participação de centenas de crentes.

Entre as acções a serem realizadas constam campanhas de limpeza e entrega de materiais didácticos as escolas carenciadas da região, oferta de artigos  de higiene e exemplares do novo testamento da Bíblia Sagrada  aos reclusos da unidade prisional do Cuanza Norte.

O programa contempla ainda a realização de uma marcha em varias ruas da cidade sobre a sinistralidade rodoviária e alcoolismo com a participação de cerca de 300 jovens provenientes de várias igrejas dos distritos eclesiásticos do Uige, Cuanza-Bengo, Luanda e Cuanza Sul

Rastreio para controlo da saúde dos jovens, tardes de louvores e culturais com músicas, dança e poesia, sessões de orações, assim como visitas em locais de interesse turísticos da região marcam igualmente as comemorações do dia da juventude da Igreja Metodista Unida em Angola.

Euclides dos Santos considera ser um privilégio o facto de a província albergar tal acto adiantando que os fiéis locais estão preparados para receber os seus irmãos oriundos de outras regiões do país.

Referiu que a juventude da província tem estado envolvida em várias acções da Igreja, fruto do engajamento das entidades religiosas na formação de jovens educados, com valores morais e cívico, no sentido de valorizarem a vida, bem como respeitarem os lugares públicos e as propriedades alheias.

Reafirmou a disponibilidade da Igreja em continuar a contribuir não só no resgate dos valores morais, mas também na educação integral do homem. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA