Cuanza Norte: Inspetor-geral da PN pede conduta exemplar a futuros efectivos

Inspector geral da Polícia Nacional, Alberto Antunes, trabalhou no Cuanza Norte (Foto: Angop - Huambo)
Inspector geral da Polícia Nacional, Alberto Antunes, trabalhou no Cuanza Norte (Foto: Angop - Huambo)
Inspector geral da Polícia Nacional, Alberto Antunes, trabalhou no Cuanza Norte (Foto: Angop – Huambo)

O Inspetor-geral da Policia Nacional (PN), comissário-chefe Alberto Jorge Antunes, pediu na sexta-feira, em Ndalatando, aos futuros efectivos da corporação, a primarem por conduta excelente, com vista a manter a imagem de homens que garantem a segurança dos cidadãos e a ordem pública.

O oficial superior da Polícia Nacional lançou o apelo no quadro de uma visita de trabalhos de algumas horas que efectuou à província, durante um encontro em parada, mantido com os cerca de 300 futuros efectivos em formação na província do Cuanza Norte.

Lembrou que a Polícia Nacional escreveu com letras de ouro um passado recente na defesa da integridade territorial e que é com este espírito que se deve continuar a manter a postura no combate à criminalidade, garantindo cada vez mais a prontidão, “que depende muito da mudança das mentalidades”.

Sublinhou que novos ventos estão a vir e que todo o elemento da corporação deve mudar a sua mentalidade, estando inserido nos ideais do Comando Geral da Polícia Nacional, que visam a defesa da integridade territorial, a garantia da ordem e da tranquilidade pública e a segurança dos cidadãos.

O comissário-chefe Alberto Jorge Antunes inseriu a sua visita ao Cuanza Norte num processo de levantamento sobre o quadro actual do Comando Provincial do Cuanza Norte da corporação, uma acção extensiva à província de Malange, cujo objectivo é inteirar-se dos problemas existentes, para eventuais soluções.

Continuou que a sua presença serve também para passar em revista as várias especialidades, por formas a garantir uma unidade de acção e de pensamento.

No entender da sua equipa, no Cuanza Norte os órgãos operativos do Ministério do Interior (MININT) estão num rumo certo, defendendo ser necessário continuar a aprimorar-se o trabalho operativo, para que a informação sobre as acções de criminalidade sejam passadas atempadamente, num esforço para a diminuição deste fenómeno.

Entre as preocupações que a inspecção-geral tomou nota no Cuanza Norte, o responsável apontou o escombro em que funciona o posto policial da comuna de Quiangombe, no município de Lucala, a 62 quilómetros de Ndalatando, capital da província.

“Ficamos com a impressão de que precisamos de fazer alguma coisa para mudar o quadro actual do posto policial de Quiangombe”, rematou.

Acompanhado pelo delegado provincial do interior e comandante local da PN, comissario José Alexandre Canelas, o visitante manteve um encontro de cortesia com o governador em exercício, José Alberto Quipungo, bem como reuniu-se com os membros do Conselho Consultivo da delegação o Minint.

Para além da deslocação ao município de Lucala e ao Centro de Instrução Comandante Nzaji, o comissario-chefe Alberto Jorge avaliou também o grau de execução das obras do futuro hospital do comando provincial da corporação, em Ndalatando.

Averiguou ainda o funcionamento do departamento de armas e explosivos, da padaria do Comando Provincial, assim como da Direcção de Viação e Trânsito. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA