Cuanza Norte: Empossada direcção da Escola Superior Pedagógica

ANTÓNIO DA ROCHA SANTANA, DIRECTOR GERAL DA ESPKN, UM DOS EMPOSSADOS (Foto: Lucas Leitão)

Ndalatando- O ministro do Ensino Superior, Adão do Nascimento, conferiu posse nesta quarta-feira, em Ndalatando, ao corpo directivo da Escola Superior Pedagógica do Cuanza Norte (ESPKN), recentemente reconduzido.

ANTÓNIO DA ROCHA SANTANA, DIRECTOR GERAL DA ESPKN, UM DOS EMPOSSADOS (Foto: Lucas Leitão)
ANTÓNIO DA ROCHA SANTANA, DIRECTOR GERAL DA ESPKN, UM DOS EMPOSSADOS (Foto: Lucas Leitão)

Tomaram posse António Inácio da Rocha Santana, no cargo de diretor-geral da instituição, Vieira Mateus Morais, director adjunto para a área pedagógica, Pedro João Sebastião, como diretor adjunto para a área científica, e João Mateus Domingos, para o cargo de secretário-geral.

Na ocasião, o ministro Adão do Nascimento justificou a recondução da direcção pelo trabalho que desenvolveu durante o mandato cessante e recordou que as tarefas relacionadas com a melhoria dos serviços do ensino superior no país são múltiplas e grandiosas, pelo que é urgente a contribuição de todos envolvidos neste processo, no sentido de se elevar a qualidade do trabalho do sector.

“A direcção da escola tem um novo mandato e isto significa que foi renovada a confiança, porque a avaliação do desempenho desta direcção foi positiva”, justificou.

Apelou ao corpo directivo da instituição a cumprir com zelo as suas obrigações, tendo sempre em conta os princípios que regem o Estado angolano, bem como as orientações do Ministério do Ensino Superior.

Adão do Nascimento exortou ainda aos empossados maior colaboração com os demais organismos, em particular com o governo da província, para melhor funcionamento da Escola Superior Pedagógica do Cuanza Norte.

Por seu turno, o diretor-geral reconduzido, António Inácio da Rocha Santana, disse à imprensa, à margem da cerimónia, que vai continuar a trabalhar no aprimoramento dos  aspectos da vida da escola que devem ser potenciados.

“Merecemos a confiança devido ao trabalho realizado desde 2010, altura em que começamos, da base, até tornarmos hoje a instituição funcional”, disse.

A instituição tem matriculados, neste ano académico, quatro mil e 71 estudantes do primeiro ao quinto ano, assegurados por 94 docentes, 25 dos quais expatriados, no âmbito da cooperação entre Angola e Cuba.

Criada em 2007, a instituição tutelada pelo Ministério do Ensino Superior ministra cursos de licenciatura em Ciências da Educação, nas especialidades de Linguísticas Portuguesa Inglesa e Francesa, Matemática, Física, Biologia, Química e Ensino Primário. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA