Cuanza Norte: Consciencialização aumenta aderência as consultas pré-natal

Consultas pré natais aumentaram na Maternidade do Golungo Alto (Foto: Morais Silva/Arquivo)
Consultas pré natais aumentaram na Maternidade do Golungo Alto (Foto: Morais Silva/Arquivo)
Consultas pré natais aumentaram na Maternidade do Golungo Alto (Foto: Morais Silva/Arquivo)

Duas mil e cento e quinze consultas pré-natal foram realizadas no hospital municipal do Golungo Alto, província do Cuanza Norte, no I semestre deste ano, representando um aumento de 214 em relação a igual período do ano anterior, fruto da tomada de consciência sobre a importância do acompanhamento médico na gestação.

O facto foi destacado numa nota da maternidade municipal, enviada sábado à Angop, que acrescenta que no mesmo período foram efectuados 315 partos, dos quais oito resultaram em nados mortos, representando um incremento de 11, numa altura em que foram efectuadas 872 consultas de planeamento familiar, mais 147 que em igual período de 2014.

O informe aponta as mulheres da faixa etária entre os 17 e os 35 anos como as que mais aderem aos cuidados primários de saúde durante a gravidez.

A direcção da unidae santária atribui esta tomada de consciência ao trabalho de sensibilização desencadeado pelas parteiras em toda a extensão do município, com o incremento do ciclo de palestras sobre as vantagens das consultas pré natal e os riscos da gravidez sem acompanhamento médico.

Aponta, no entanto, a necessidade da continuação da sensibilização, ao constatar-se ainda a ocorrência de partos domiciliares, cujas parturientes recorrem à maternidade muitas vezes com a placenta presa, cujo recurso em alguns casos tem sido a sua evacuação para Ndalatando, 54 quilómetros de distância.

Com uma superfície de 1.989 quilómetros quadrados que compreendem a sede municipal e as comunas de Cambondo, da Cerca e do Quiluanje, Golungo Alto tem uma população de 29.259 habitantes. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA