Começa julgamento de piloto ucraniana acusada de matar jornalistas russos

Nadya participa de uma audiência em um tribunal de Moscovo (Foto de DMITRY SEREBRYAKOV/AFP)
Nadya participa de uma audiência em um tribunal de Moscovo (Foto de DMITRY SEREBRYAKOV/AFP)
Nadya participa de uma audiência em um tribunal de Moscovo (Foto de DMITRY SEREBRYAKOV/AFP)

A piloto militar ucraniana Nadia Savchenko, acusada da morte, no ano passado, de dois jornalistas russos no leste separatista da Ucrânia, começou a ser julgada nesta quinta-feira na Rússia.

Este novo julgamento de um cidadão ucraniano, uma semana depois do início do processo contra o cineasta Oleg Sentsov por “terrorismo”, pode agravar as relações entre Kiev e Moscovo, em um contexto de conflito armado entre separatistas pró-russos e as forças ucranianas no leste da Ucrânia.

Nadia Savchenko, de 34 anos, considerada a princípio cúmplice do assassinato dos jornalistas pelo disparo de um morteiro em Donbass (leste da Ucrânia), em Junho de 2014, acabou sendo acusada de ser co-autora do homicídio premeditado por ter ajudado a corrigir a mira dos disparos ucranianos.

A piloto de helicóptero, que pode pegar até 25 anos de prisão, nega todas as acusações. Seus advogados alegam que não se trata de um julgamento, e sim de um “espectáculo de propaganda” por parte de Moscovo.

Kiev afirma que a militar foi capturada na Ucrânia e entregue à Rússia por rebeldes pró-russos, no início de Julho de 2014, enquanto Moscovo diz que foi presa em território russo quando se fazia passar por refugiada. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA