China cria mega-cidade para 130 milhões de habitantes

O objetivo é aproveitar as vantagens estratégicas de cada uma das áreas (El Mundo)
O objetivo é aproveitar as vantagens estratégicas de cada uma das áreas (El Mundo)
O objetivo é aproveitar as vantagens estratégicas de cada uma das áreas (El Mundo)

A China está a planear a criação de uma mega-cidade para 130 milhões de habitantes, tendo Beijing como epicentro. Esta iniciativa pressupõe uma reviravolta nas políticas restritivas do governo ao nível do crescimento populacional.

Com uma extensão de 212.379 quilómetros quadrados, esta nova mega-cidade unirá as cidades de Beijing, Tianjing e a província de Hebei e será denominada de Jing-Jin-Ji (Jing de Beijing, Ji de Tianjin e Ji é o nome tradicional da província de Hebei).

A sua área equivalerá a mais de duas vezes a extensão de Portugal e o objetivo deste projeto é aproveitar as vantagens estratégicas dos três polos económicos – Beijing, Tianjin e Hebei.

A força da capital Beijing nos campos da cultura e tecnologia combinaria com a capacidade industrial de Tianjing, contribuindo ambas para o desenvolvimento da província de Hebei, que possui indústrias mais pequenas.

O plano foi discutido numa reunião recente do Partido Comunista Chinês e, entre outras medidas, será efetuada a deslocalização de serviços da administração pública e de outros serviços públicos de relevo para a periferia de Beijing e subúrbios de Hebei. Esta migração está prevista acontecer em 2017.

Está também programada a deslocalização de algumas unidades industriais pesadas e, por isso, mais poluentes. (dinheirovivo.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA