Ler Agora:
Centro de acolhimento Lar de Nazaré em Cacuaco beneficia de donativo
Artigo completo 2 minutos de leitura

Centro de acolhimento Lar de Nazaré em Cacuaco beneficia de donativo

Um cheque no valor de um milhão de kwanzas, vestuários, bens alimentares, mosquiteiros e brinquedos foram entregues sexta-feira ao Lar de Nazaré, no bairro da Vidrul, sede municipal de Cacuaco, norte de Luanda, pela agência bancária Millennium Angola.

 MENINAS DE UM ORFANATO (Foto: Angop)

MENINAS DE UM ORFANATO (Foto: Angop)

Em declarações à imprensa, a Vice-Presidente da Comissão Executiva do Banco, Hermenegilda Benge disse que a sua instituição tem procurado dar continuidade ao projecto que iniciou em 2012, onde contribuiu com a construção de uma escola do ensino primário de quatro salas.

O Banco Millennium Angola pretende agora ampliar a mesma escola para mais 12 salas de aulas em Janeiro do próximo ano.

A pretensão é, referiu a responsável, permitir que, para além das 30 crianças internadas no lar, as dos arredores possam frequentar as classes da pré-primária a sexta classe na instituição.

Em relação a assistência sanitária, Hermenegilda Benge afirmou que o Banco Millennium conta ajudar com meios financeiros para que as freiras responsáveis pelo lar  possam gerir na compra dos medicamentos que as crianças precisarem.

Numa mensagem as crianças beneficiadas, agradeceram o gesto de solidariedade e informaram que algumas delas tem dificuldades de ingressar nas escolas do primeiro e segundo ciclos, visto que a escola onde estudam é do ensino primário, e na época da chuva as salas ficam inundadas, impossibilitando-as de estudar.

Por sua vez, a freira responsável do lar, Josefina Kamunguya, da Congregação das Irmãs Franciscanas, disse que o internato tem beneficiado de apoios de outras instituições em termos alimentares e assistência médica e reiterou o apoio do Banco Millennium Angola que desde 2012 os apoiou na construção do dormitório onde vivem as 30 meninas.

O Centro de acolhimento, Lar de Nazaré, existe desde 1998 e controla crianças órfãs com idades compreendidas entre os oito e 18 anos, e ainda apoia meninos que vivem nos arredores do mesmo, cujos pais vivem com dificuldades sócio económicas. O lar  ministra também aulas de alfabetização aos adultos. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »