Audiências marcam último dia da agenda do Chefe de Estado

Primeiro ministro Italiano, Matteo Renzi(esq.) e o Presidente Angolano José Eduardo dos Santos (Foto: Francisco Miudo)
Primeiro ministro Italiano, Matteo Renzi(esq.) e o Presidente Angolano José Eduardo dos Santos (Foto: Francisco Miudo)
Primeiro ministro Italiano, Matteo Renzi(esq.) e o Presidente Angolano José Eduardo dos Santos (Foto: Francisco Miudo)

O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, no cumprimento do último dia da sua visita oficial de dois dias a Itália, concede nesta terça-feira, neste país, audiências a entidades italianas ligadas aos grupos empresariais e organizações internacionais sediadas em Roma.

Neste quadro, o Chefe de Estado angolano manterá encontros o brasileiro José Graziano da Silva, director geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), e com o Presidente do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), o nigeriano Kanayo Nwanze.

De igual modo, encontra-se com a directora executiva do Programa Alimentar Mundial (PAM), a norte americana Ertharin Cousin.

O programa reserva ainda audiências com Claudio Descalzi, administrador delegado da Ente Nazionale Idrocarburi (ENI), multinacional petrolífera presente em setenta países e com Mauro Moretti, administrador delegado da Finmeccanica, um dos maiores grupos industriais de alta tecnologia do mundo.

A Finmeccanica trabalha nas áreas da defesa, aeroespacial, segurança, automação, transporte e energia.

O Presidente angolano encontra-se na República da Itália desde domingo, em visita oficial de trabalho de dois dias, respondendo a um convite do Primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, no quadro do reforço da cooperação bilateral entre os dois países.

Em Julho de 2014, durante a visita a Angola, o Primeiro-Ministro Italiano, Matteo Renzi, reuniu-se com o Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, com quem discutiu a possibilidade de incrementar a cooperação económica entre os dois países.

Esta é a terceira vez que o Presidente José Eduardo dos Santos visita a Itália. A primeira foi em 1997, quando encontrou-se com o então Presidente Oscar Luigi Scalfaro.

A segunda foi em 2008, durante a Cimeira do “G8”, a convite do ex-Primeiro-Ministro Silvio Berlusconi.

Angola é hoje o terceiro parceiro comercial Sub-sahariano da Itália. Em 2013, o valor total de comércio entre os dois países elevou-se a 891 milhões de Euros, com 348 milhões de Euros, feitos através das exportações Italianas.

A Itália foi o primeiro país da Europa Ocidental a reconhecer a independência de Angola, no dia 18 de Fevereiro de 1976, e a 4 de Junho, do mesmo ano, estabeleceram-se as relações diplomáticas entre os dois Estados.

As relações de cooperação existentes entre Angola e a Itália tiveram o seu início em 1977, com a assinatura de um Memorando que institui a Comissão Bilateral, então Comissão Mista de Cooperação, ao que se seguiram a subscrição de vários outros instrumentos jurídicos. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA