Angola/Guiné Conacry: Delegações militares iniciam conversações oficiais

Chefes dos Estados-Maiores Generais das Forças Armadas de Angola (à dir.) e da Guiné Conakri (Foto: Lucas Neto)

Conversações oficiais entre delegações dos Estados-Maiores Generais das Forças Armadas Angolanas (FAA) de Angola e da Guiné Conacry, iniciaram hoje, terça-feira, em Luanda, no âmbito da visita de seis dias do chefe do Estado-Maior destas a Angola, general Namory Traoré, com vista ao reforço da cooperação.

 

Chefes dos Estados-Maiores Generais das Forças Armadas de Angola (à dir.) e da Guiné Conakri (Foto: Lucas Neto)
Chefes dos Estados-Maiores Generais das Forças Armadas de Angola (à dir.) e da Guiné Conakri (Foto: Lucas Neto)

Segundo o chefe do Estado Maior das FAA, general Geraldo Sachipengo Nunda, que discursava na abertura das conversações, as delegações dos dois países terão a oportunidade de abordar, com profundidade, aspectos relacionados com a cooperação bilateral, no âmbito da situação actual em zonas instáveis do continente africano.

Neste sentido, realçou que durante a visita de trabalho, a delegação guineense vai tomar contacto com comandos dos três ramos das Forças Armadas, visita às unidades militares e instituições de ensino militar, com vista a criar bases seguras para o desenvolvimento da cooperação.

Disse ainda que, desde 2012, Angola acolheu soldados das Forças Armadas da Guiné Conacry e espera-se que este apoio tenha contribuído para o fortalecimento das forças militares deste país.

“Temos hoje a grande honra de receber, pela primeira vez, o chefe do Estado Maior General das Forças Armadas da Guiné Conacry. A República da Guiné albergou muitos nacionalistas angolanos nos primeiros anos da luta de libertação do nosso país, o que constituiu motivo da nossa eterna gratidão”, sublinhou.

Por seu turno, o homólogo da Guiné Conacry realçou que gostaria de privilegiar a cooperação militar com Angola no domínio da formação, tendo em conta a vasta experiência dos militares angolanos.

Lamentou a situação actual em vários países africanos, dentre eles o Mali, onde as forças das Nações Unidas estão actualmente confrontadas com ameaças de forças terroristas existentes neste país.

Disse ainda que, atendendo à mesma visão dos presidentes de Angola e da Guiné Conacry, bem como ao grande desenvolvimento das Forças Armadas Angolanas, os militares guineenses consideram este Estado como parceiro estratégico na manutenção da paz e estabilidade no continente.

Durante a sua visita, Namory Traoré e comitiva vão manter encontros com altas patentes do Estado-Maior das Forças Armadas Angolanas (FAA), responsáveis do Ministério da Defesa, assim como estão previstas visitas a unidades e escolas militares na capital do país e nas províncias do Huambo e Benguela. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA