Ameaça djihadista presente no Burkina Faso, diz Exército

Forças Armadas do Burkina Faso (D.R)
Forças Armadas do Burkina Faso (D.R)

O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas do Burkina Faso, general Pingrenoma Zagré, declarou esta quinta-feira, em Ouagadougou, que a ameaça djihadista  contra o seu país “é uma realidade que não é nova”.

Presente no aeroporto internacional de Ouagadougou para acolher os restos mortais dos seis militares burkinabes mortos a 2 de julho corrente num ataque reivindicado pela Rede Al-Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI), no norte do Mali, o general Zagré reconheceu a presença da ameaça djihadista no Burkina Faso.

Mas « já temos um dispositivo militar que está no norte para dois anos e trabalhamos em permanência com os países da faixa sahelo-sariana, para fazer face a esta ameaça », tranquilizou.

O alto responsável do Exército indicou que o ataque em que morreram seis soldados burkinabes representa uma « tragédia que nos lembra a permanência do perigo ».

« Vamos enviar um outro batalhão » para o Mali, pois « estas mulheres foram formadas para estes tipos de missões », declarou o general. (panapress.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA