Alckmin diz que Estado não conta com chuvas no inverno

Segundo Alckmin, o governo "não conta" com as chuvas do período seco, mesmo que elas estejam previstas (Foto: Edson Lopes Jr)
Segundo Alckmin, o governo "não conta" com as chuvas do período seco, mesmo que elas estejam previstas (Foto: Edson Lopes Jr)
Segundo Alckmin, o governo “não conta” com as chuvas do período seco, mesmo que elas estejam previstas (Foto: Edson Lopes Jr)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta segunda-feira, 6, que o volume de chuvas abaixo do esperado em junho não altera os planos do governo estadual para a crise de abastecimento na capital. Segundo Alckmin, o governo “não conta” com as chuvas do período seco, mesmo que elas estejam previstas.

“Não mudou porque não estamos contando com chuva, nem na média. Estamos contando com um período seco. Embora os institutos de pesquisa digam que teremos um inverno úmido”, disse Alckmin, que citou ainda a esperança de que o El Niño torne o próximo verão mais chuvoso.

O governador listou ainda obras que trarão, segundo ele, mais 6 m³/segundo ao sistema. “Em junho ganhamos 1 m³ no Rio Guaió, vamos ter mais 1 m³/s no Guarapiranga e 4 m³/s em setembro do Rio Grande. Seis m³/s equivale a quase dois milhões de pessoas atendidas”, disse o Alckmin.

Atualmente, o Guarapiranga é responsável por abastecer o maior número de pessoas na Grande São Paulo e capital, com 5,8 milhões de consumidores. Os reservatórios que compõem o sistema operam com 77,3% da capacidade, 0,5 ponto porcentual a mais do que no dia anterior.

Responsável por atender 5,2 milhões de pessoas, o Cantareira opera com 19,7% da capacidade, mesmo valor dos três dias anteriores. De acordo com o cálculo negativo do sistema, que considera que o Cantareira ainda não chegou ao volume útil, o sistema permanece com -9,6%. (diariodolitoral.com.br)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA