Afrobasket2015/fem: Ministro espera final entre Moçambique e Angola

Selecção Nacional Feminina de Basquetebol (Foto: Angop/Arquivo)
Selecção Nacional Feminina de Basquetebol (Foto: Angop/Arquivo)
Selecção Nacional Feminina de Basquetebol (Foto: Angop/Arquivo)

O ministro da Juventude e Desportos de Moçambique, Alberto Nkutumula, augura uma final entre as selecções do seu país e de Angola, no campeonato africano sénior feminino de basquetebol (Afrobasket2015), a disputar-se de 24 de Setembro a 4 de Outubro, nos Camarões.

Fazendo uma antevisão daquilo que será a prova, o governante moçambicano referiu em declarações exclusivas à Angop, em Maputo, que os dois conjuntos, sem desprimor aos demais, têm feito um árduo trabalho a nível desta modalidade, daí esperar uma final entre ambas.

Apesar de reconhecer as potencialidades de outros países, como Senegal, Mali e Nigéria, o dirigente de Moçambique, actual vice-campeão, acredita mesmo que as maiores dificuldades a enfrentar serão diante das angolanas, detentoras do título.

“Angola tem uma equipa muito forte e mostrou isso quando aqui mesmo em Maputo, na edição passada, conquistou o campeonato, vencendo na final Moçambique, portanto é uma selecção que temos de respeitar e enfrentar, caso aconteça, com muita humildade e coragem”, disse.

De acordo com Alberto Nkutumula, o seu país também sempre investiu nesta modalidade, tanto em feminino tanto em masculino e por aquilo que foi o desempenho das atletas durante a competição interna adivinha-se uma formação mais forte, rumo à conquista do troféu.

Para o Afrobasket2015, o selecionar Nazir Salé chamou as seguintes pré-seleccionadas: Odélia Mafanela, Onélia Mutumbune, Rute Muianga, Vilma Covane, Deolinda Ngulela, Valerdina Manhonga, Elisabeth Perreira, Deolinda Gimo, Ilda Chambe, Ludomila Rangel, Eliana Sheila, Isabel Mavamba, Leia Dongue e Vânia Sengo.

Moçambique faz parte do Grupo A, juntamente com Camarões, África do Sul, Gabão, Uganda e Mali, ao passo que Angola está no A, com as congéneres do Senegal, Argélia e os vencedores das qualificações das Zonas 2, 3 e uma equipa convidada. A campeã representará o continente africano nos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro, em 2016.

A primeira fase do torneio vai decorrer sob forma de campeonato a uma volta, apurando-se as quatro melhores equipas de cada grupo para a fase final, que será disputada por eliminação directa a partir dos quartos-de-finais. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA