África do Sul: Igreja Pentecostal de Deus transmite mensagem de paz

Pastor da Igreja Assembleia de Deus Pentecostal, em Joanesburgo, Gideão Panzo (Foto: Falcão de Lucas)
Pastor da Igreja Assembleia de Deus Pentecostal, em Joanesburgo, Gideão Panzo (Foto: Falcão de Lucas)
Pastor da Igreja Assembleia de Deus Pentecostal, em Joanesburgo, Gideão Panzo (Foto: Falcão de Lucas)

A Igreja Assembleia Pentecostal de Deus, na Africa do Sul, tem transmitido aos fiéis angolanos e de demais nacionalidades mensagens espirituais de paz e pacificação dos espíritos, disse recentemente em Joanesburgo, o pastor desta congregação religiosa, o angolano Gideão Panzo.

Em entrevista à Angop, por ocasião dos 40 anos de independência da República de Angola, referiu que “sem paz é impossível o homem desenvolver, pois é necessário termos a paz de Deus em nossos corações e também trabalharmos no sentido de trazer a mensagem de amor ao próximo”.

“A mensagem que transmitimos é exatamente a paz de Deus, em primeiro lugar, e o amor ao próximo. Ajudando ao próximo estamos ajudando a nós mesmos e criaremos caminhos para podermos desenvolver”, frisou.

Informou que no início os fiéis eram especificamente angolanos e o trabalho era muito mais específico para o povo na diáspora. No entanto, prosseguiu, “ao longo dos anos, com o crescimento do trabalho fomos alargando também a nossa missão na África do Sul e actualmente temos mais de dois mil fiéis, entre sul-africanos, zimbabweanos, moçambicanos e outras nacionalidades”.

Explicou que a Igreja Assembleia Pentecostal de Deus é uma denominação reconhecida pelo Governo de Angola, tendo em 1999, aberto uma filial em Joanesburgo.

“No ano de 2000 oficializou-se então a igreja cá na África do Sul e fomos enviados neste mesmo ano, no mês de Fevereiro, para dar sequência à missão religiosa e no entanto estamos cá já há sensivelmente 15 anos como acção missionária da nossa igreja mãe em Angola”, destacou o pastor Gideão Panzo.

Referiu que a Igreja Assembleia Pentecostal de Deus é legal neste país desde 2005.

Gideão Panzo, formado em teologia no Brasil, vive na África do Sul há cerca de 15 anos. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA