Admitidos efectivos na Polícia de choque

(ja.co)

Um grupo de 465 jovens, 108 dos quais do sexo feminino, foi admitido, ontem, nos órgãos do Ministério do Interior na província do Bié depois de ter concluído um curso de especialização básica realizado durante seis meses.

(ja.co)
(ja.co)

Os novos efectivos, formados no centro de instrução da sétima unidade da Polícia de Intervenção Rápida, em Santa Clara, foram colocados na Unidade de Protecção Civil e Bombeiros, nos Serviços de Migração e Estrangeiros e Serviços Penitenciários.

Entre os novos efectivos, todos promovidos ao grau de agentes de terceira classe, 213 foram admitidos nos serviços prisionais, 200 na Protecção Civil e Bombeiros e 52 no Serviço de Migração e Estrangeiros.

O governador da província do Bié, Boavida Neto, recomendou aos novos agentes que aproveitem a oportunidade de trabalhar pela ordem e tranquilidade do país.

As unidades de Protecção Civil e Bombeiros e os Serviços Penitenciários e Migração e Estrangeiro vão dispor de novas instalações, ainda em construção nos arredores do município do Cuíto. As infra-estruturas vão estar concluídas no próximo ano.

Centenas de jovens, com formação média e superior, são admitidos  pelos órgãos operativos que integram o Ministério do Interior depois de passarem por um curso intensivo, durante o qual recebem conhecimentos técnicos para o exercício da actividade. (ja.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA