Zaire: Comerciantes no Cuimba querem inauguração do balcão do BPC

AGÊNCIA DO BANCO DE POUPANÇA E CRÉDITO (Foto: Lucas Leitão)

Cuimba – Agentes económicos no município do Cuimba (Mbanza Congo), província do Zaire, aguardam com expectativas a inauguração do Banco de Poupança e Crédito (BPC), cujas obras terminaram em 2012.

AGÊNCIA DO BANCO DE POUPANÇA E CRÉDITO (Foto: Lucas Leitão)
AGÊNCIA DO BANCO DE POUPANÇA E CRÉDITO (Foto: Lucas Leitão)

Abordados hoje, sexta-feira, pela Angop, em MBanza Congo, os agentes foram unânimes em afirmar que a falta de uma dependência bancária na circunscrição tem dificultado a actividade dos comerciantes e dos empreendedores residentes na localidade.

Garcia Pinto, comerciante, mostrou-se preocupado com a situação e solicita as entidades do Banco de Poupança e Crédito para inverter o quadro o mais depressa quanto possível.

“As obras de construção do BPC no Cuimba terminaram em 2012. O edifício está devidamente apetrechado e equipado. Mas, até aqui desconhecemos as razões que estão na base da não inauguração”, referiu.

Segundo disse, para efectuar transacções bancárias são obrigados a deslocar-se para a capital da província, Mbanza Congo, onde existem instituições financeiras.

Manuel Divitidi, agente económico, frisou que por falta de bancos na região os comerciantes fazem as suas poupanças em casa, utilizando métodos arcaicos (garrafas e caixas de madeira), situação que considerou anormal.

“Corremos sérios riscos ao fazermos poupanças de avultadas somas em casas. Mesmo para aqueles comerciantes que se deslocam a Mbanza Congo com valores elevados, o risco é iminente”, asseverou.

Com uma superfície de 3 mil e 489 quilómetros quadrados, o município do Cuimba tem uma população estimada em mais de 64 mil habitantes, distribuídos em quatro comunas: Luvaka, Serra de Canda, Buela e Sede. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA