Tribunal publica ainda hoje resultado de recurso sobre extradição de Pizzolato

Imagem de vídeo de Henrique Pizzolato na TV Senado (DR)
Imagem de vídeo de Henrique Pizzolato na TV Senado (DR)
Imagem de vídeo de Henrique Pizzolato na TV Senado (DR)

O Tribunal Administrativo Regional de Roma realizou uma audiência na manhã desta quarta-feira (3) sobre o caso de Henrique Pizzolato, condenado no escândalo do Mensalão. A defesa do ex-diretor do Banco do Brasil defendeu um recurso que contesta a extradição de Pizzolato ao Brasil. O representante do Estado italiano reiterou que a decisão do governo respeitou todas as instâncias judiciais do processo.

No final de abril, o ministério da Justiça da Itália havia autorizado a extradição do ex-diretor do Banco do Brasil condenado no Mensalão, depois de receber garantias do governo brasileiro de que Pizzolato terá seus direitos respeitados no país. Porém, os advogados do ex-diretor de marketing do BB alegaram no recurso que, por ter a cidadania italiana, Pizzolato também tem o direito de cumprir a pena de 12 anos e 6 meses a que foi condenado em um presídio na Itália.

Pizzolato não compareceu à audiência em Roma. Ele continua preso em Módena, aguardando a decisão. O Tribunal Administrativo deve divulgar o resultado da análise do recurso no final da tarde e publicar o acórdão amanhã.

O representante do Estado disse que seria “inadmissível” uma instância administrativa contestar uma decisão da Corte de Cassação, a instância mais alta do Judiciário italiano. (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA