Sudão: ONU amplia por mais um ano missão de paz em Darfur

BANDEIRA DA ONU

Nova Iorque – A Grã-Bretanha e os Estados Unidos indicaram nesta segunda-feira ser muito cedo para os corpos da paz da ONU deixarem a conflituosa região de Darfur, no Sudão, razão pela qual o Conselho de Segurança ampliou a sua missão por mais um ano.

BANDEIRA DA ONU
BANDEIRA DA ONU

As Nações Unidas discutem o pedido do Sudão pela saída estratégica dos 17 mil efectivos da Unamid, a missão que actua junto à União Africana em Darfur (oeste do Sudão).

Mas a resolução aprovada por unanimidade pelos 15 membros do Conselho deixa claro que o governo sudanês deve mostrar progressos na resolução do conflito em Darfur antes de decidir pela retirada completa da Unamid.

“Uma discussão para a saída da missão, nesta fase, é prematura”, disse à imprensa o embaixador britânico, Matthew Rycroft.

Tem havido um aumento da violência em Darfur desde que o exército sudanês intensificou a sua ofensiva para expulsar os grupos rebeldes da região, causando pelo menos 78 mil deslocados, segundo a ONU.

A embaixadora americana Samantha Power considerou que, dado o “elevado nível de violência e o grande número de pessoas deslocadas, é mais necessário do que nunca a presença da Unamid”.

A missão foi estendida até Junho de 2016.

Darfur vive em conflito desde 2003, quando rebeldes lançaram uma campanha contra o governo do presidente Omar al-Bashir, dominado por árabes. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA