PR de Cabo Verde advoga implementação efectiva de negócios nos PALOP’s

Jorge Fonseca - Presidente de Cabo Verde (Foto: António Escrivão)
Jorge Fonseca - Presidente de Cabo Verde (Foto: António Escrivão)
Jorge Fonseca – Presidente de Cabo Verde (Foto: António Escrivão)

O Chefe de Estado de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, defendeu hoje, quarta-feira, em Luanda, a necessidade de concretização dos investimentos no espaço dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), para além da cooperação política e diplomática.

Segundo o estadista, que falava à imprensa, em Viana, após um almoço oferecido pela Associação Empresarial de Luanda, é urgente estabelecer parcerias entre empresários angolanos, cabo-verdianos e de outros espaços de língua portuguesa em África em vários domínios.

“ Temos que estabelecer parcerias entre empresários dos nossos países em áreas como o agro-negócios, imobiliária, turismo, pesca e construção civil, para que possamos tornar os Palop’s numa instância de coisas concretas, de coisas palpáveis, com resultados úteis para todos os seus membros”, frisou.

Na sua óptica, a descontinuidade geográfica entre os Estados membros dos Palop’s já não é tão importante como há 20 ou 30 anos, e pode-se partir para uma cooperação económica efectiva.

“É evidente que nesta conversa com empresários angolanos identificamos áreas de cooperação como os agro-negócios, indústria do cimento, que exigem condições logísticas, vantagens como os barcos e portos, sem as quais não nos podemos aproximar dos mercados e estabelecer ligações entre os diferentes espaços”, referiu.

Contudo, o Presidente de Cabo Verde disse estar optimista de que num espaço curto de tempo seja possível estabelecer-se investimentos concretos de empresários angolanos em Cabo Verde e no espaço da CEDEAO.

O almoço oferecido pela Associação Empresarial de Luanda ao Chefe de Estado de Cabo Verde contou com a presença de empresários angolanos, representantes da banca e de outros sectores.

O estadista cabo-verdiano chegou terça-feira a Luanda, em trânsito para o seu país, depois de participar da 25ª Cimeira da União Africana (UA), realizada na África do Sul, de 14 a 15 do corrente mês.

Jorge Carlos Fonseca manteve ainda nesta quarta-feira um encontro de cortesia com o homólogo angolano, José Eduardo dos Santos, no Palácio Presidencial da Cidade Alta, em Luanda.

Angola e Cabo Verde mantêm excelentes relações de cooperação em vários domínios, e consultas regulares sobre assuntos ligados a organizações internacionais e regionais de que ambos fazem parte.

Os dois países são membros da Organização das Nações Unidas (OUA), da União Africana (UA), da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, (CPLP), da Comissão do Golfo da Guiné (CGG), e dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA