Policia Nacional regista aumento de crimes nas últimas 24 horas no país

Aristófanes dos Santos – Porta voz do Comando Geral da Polícia Nacional (Foto: Angop/Arq.)
Aristófanes dos Santos – Porta voz do Comando Geral da Polícia Nacional (Foto: Angop/Arq.)
Aristófanes dos Santos – Porta voz do Comando Geral da Polícia Nacional (Foto: Angop/Arq.)

A Policia Nacional registou nas últimas 24 horas no pais 40 crimes de natureza diversas, mais 14 em relação a igual período anterior, soube hoje Angop do seu porta-voz, comissário Aristófanes dos Santos.

Segundo o responsável, foram já esclarecidos 30 delitos e detidos preventivamente 37 supostos criminosos, sendo os maiores índices se registado em Luanda com 14 , oito na Huíla, seguidas das províncias do Bié, Malanje e Lunda Sul com três cada.

Da tipicidade dos crimes constam três homicídios voluntários, duas violações sexuais, um estupro, ofensas corporais, roubos e furtos na via publica, de residências e em estabelecimentos comerciais.

O oficial comissário destacou um homicídio por disparos com arma de fogo na via pública no Huambo, praticado por um cidadão de 18 anos, agente da Policia Nacional , sendo vítima um outro da mesma idade que se apercebendo da presença das forças policiais tentou meter-se em fuga, tendo sido atingido na região do abdómen.

Uma violação a menor de 4 anos, praticado por um cidadão de 50 anos, (vizinho), tendo o acusado aliciado a mesma com guloseima numa cantina, no distrito urbano da Samba, em Luanda.

A corporação registou ainda o roubo de Akz. 1.920.000.00, dois computadores e seis telemóveis, praticado por quatro marginais não identificados, bem como uma burla de Akz. USD 45.000,00, na via pública, praticado por um cidadão de 29 anos.

Igualmente a ofensa a um cidadão de 45 anos, no município do Cazenga, quando surpreendido por meliantes na sua residência e de outro cidadão de 48 anos, em Malanje foram reportados pela Polícia.

Ressaltou que as forças da ordem procederam a apreensão de quatro armas de fogo, 162 motos, quatro telemóveis, um televisor, uma carteira de bolso, 36 carteiras escolar, seis pares de farda, duas capas militares, uma mochila das Forças Armadas Angolanas, 159 cadernetas de avaliação e 345 livros diversos do primeiro ciclo do ensino geral. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA