PND prevê trabalho e renda para pessoas carentes

PND PREVÊ TRABALHO E RENDA PARA PESSOAS CARENTES (Foto: Angop)

Pessoas com deficiência, jovens em situação de risco, mães chefes de famílias, repatriados e refugiados asilados em Angola são inseridos no Programa de Geração de Trabalho e Renda, no âmbito do Programa Nacional de Desenvolvimento (PND) em execução desde 2013 até 2017.

PND PREVÊ TRABALHO E RENDA PARA PESSOAS CARENTES (Foto: Angop)
PND PREVÊ TRABALHO E RENDA PARA PESSOAS CARENTES (Foto: Angop)

Esta iniciativa está inserida num plano do Ministério da Assistência e Reinserção Social (Minars) que tem a finalidade de satisfazer as aspirações e as necessidades económicas e sociais por meio de um empreendimento de propriedade colectiva e democrática.

De acordo com um documento do Minars, a que à Angop teve acesso hoje, quarta-feira, este projecto tem como objectivo criar oportunidade de inclusão sócio laboral através de atribuição de Kits/ferramentas de trabalho de diversos ramos profissionais como material de recauchutagem, pedreiro, sapataria, carpintaria, corte e costura, olaria, serralharia, mecânica, barbearia, cabeleireiro e engraxador.

A nota refere que são atendidas às pessoas de grupos vulneráveis que se encontram sob atendimento directo dos governos provinciais através das Direcções Províncias da Assistência e Reinserção Social.

Por outro lado, o PND prevê ainda a promoção e a inclusão social da Pessoa com Deficiência e de sua família, enquanto cidadão na sociedade que o cerca e se fundamenta na eliminação da discriminação

Para isso, as pessoas com deficiência são encaminhadas para os diferentes serviços especializados (saúde e reabilitação física, educação e ensino, cidadania, formação profissional e intermediação para o acesso ao emprego).

Também faz parte do plano, o programa de apoio social que consiste na entrega gratuita de ajudas técnicas (meios de locomoção e de compensação) as pessoas com deficiência. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA