Paquistão expulsa ONG acusada de ligações à CIA

(D.R)
(D.R)
(D.R)

A organização não-governamental Save the Children, foi expulsa do Paquistão.

A ONG estava desde 2012 sob vigilância, depois de um relatório dos serviços secretos paquistaneses a ter acusado de ligações a Shakeel Afridi, o médico paquistanês que ajudou a CIA a encontrar Osama Bin Laden.

A Save The Children, que trabalha em projetos de educação, saúde e alimentação, desmentiu sempre estas acusações.

Os escritórios da ONG em Islamabad foram encerrados na quinta-feira pelas autoridades. Acusada de agir contra os interesses do país, a organização recebeu um prazo de 15 dias para deixar país.

Desde a operação clandestina das forças especiais norte-americanas que liquidou Bin Laden em 2011 em Abbottabad, o Paquistão limitou a liberdade de ação das ONGs estrangeiras, suspeitas de colaborção com governos de outros países.

Esta sexta-feira, o ministro do Interior do Paquistão, Nisar Ali Khan, advertiu que as ONGs são obrigadas todas a respeitar as leis do país.

“Temos provas de que algumas organizações não-governamentais serviram interesses estrangeiros nos últimos anos. Existem vários relatórios dos serviços de inteligência, mas não foram tomadas medidas”, disse o responsável do governo paqistanês. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA