Oportunidades na banca desafiam os investidores

(Foto: Vigas da Purificação)

Balcões de atendimento aproximam-se dos clientes numa clara aposta de melhoria do compromisso que as instituições financeiras estão a adoptar há alguns anos em relação à bancarização das populações.

(Foto: Vigas da Purificação)
(Foto: Vigas da Purificação)

Após a conclusão do processo e a consequente autorização pelo Banco Nacional de Angola (BNA) para o início formal das suas actividades, os bancos Prestígio (BPR), Ecobank de Angola (ECO), Pungo Andongo (BPAN) e o de Activo e Créditos de Angola (BACA) juntam-se aos actuais 25 para totalizar as 29 instituições bancárias já operacionalizadas.

Recentemente, durante uma visita oficial à China, o Presidente José Eduardo dos Santos recordou aos investidores daquela que é a segunda maior economia mundial que Angola possui 25 bancos e cerca de mil e quinhentas agências. Também se estima que os assinantes de contas bancárias há muito que superaram os cinco milhões no agregado dos operadores, porém, nesse mesmo sector, há espaço para novos investidores. O Chefe do Executivo angolano disse que a banca angolana é, neste momento, um mercado de inúmeras oportunidades para acomodar cada vez mais investimentos nacionais ou estrangeiros, atendendo ao potencial de clientes e ao crescimento económico do mercado interno.

Estudos avançam que em Angola, desde 2010 até agora, foram registadas e ou aceites pelo banco central mais de 20 instituições financeiras novas, que garantiram não só a diversificação da oferta, mas também maior competitividade no sector e, consequentemente, a melhoria dos serviços prestados. Os mesmos são também responsáveis pelo alargamento da rede física de balcões em todas as 18 províncias.

Neste momento, actuam no circuito comercial os bancos Angolano de Investimentos (BAI); Angolano de Negócios e Comércio (BANC); BAI Micro Finanças (BMF); Internacional de Crédito (BIC); Caixa Geral Totta de Angola (BCGTA); Comercial Angolano (BCA); Comercial do Huambo (BCH); de Comércio e Indústria (BCI); de Desenvolvimento de Angola (BDA); de Fomento Angola (BFA); de Investimento Rural (BIR); de Negócios Internacional (BNI) de Poupança e Crédito (BPC); de Poupança e Promoção Habitacional (BPPH); Económico (ex Banco Espírito Santo Angola – BESA); Keve (KEVE); Kwanza Investimento (BKI); Millennium Angola (BMA); Privado Atlântico (BPA); Sol (BSOL); Valor (BVB); VTB África (VTB); Finibanco Angola (FNB); Standard Bank de Angola (SBA) e o Standard Chartered Bank de Angola (SCBA). O Banco de Poupança e Promoção Habitacional (BPPH) é dos já autorizados, mas ainda ainda não iniciou a sua actividade formal.

Brevemente, aguarda-se pela formalização de mais um operador, no caso, o BPC Micro Finanças, que quer atender a cada vez mais necessária segmentação da banca no domínio de financiamento aos empreendedores e pequenos empresários. Banco Económico O Banco Económico, ex Espírito Santo Angola (BESA), anunciou já o arranque da mudança da sua imagem de marca, numa operação que deverá envolver, igualmente, a alteração das actuais cores de identificação da instituição. Em finais do ano passado, o Banco Nacional de Angola (BNA) autorizara a mudança de nome e as eventuais alterações na composição societária.

Esta semana, alguns órgãos de imprensa avançam, segundo dados a que tiveram acesso, que a Sonangol deve ser, em princípio, a maior accionista do banco com 39,4 por cento do capital. Nesta participação, a petrolífera nacional faz-se representar por três entidades, designadamente a Sonangol EP (16), Sonangol Vida (16) e a Sonangol Holding (7,4). O restante do capital do Banco Económico deve estar repartido entre o grupo Geni (com 19,9). O Novo Banco de Portugal fica com 9,72 das acções. Num comunicado anterior, o BNA avançara, igualmente, que a continuidade do accionista “Geni”, que anteriormente detinha uma participação de 18,99 por cento, decorreu de uma deliberação da assembleia geral, sob prévia aprovação do regulador. (jornaldeecomomia.ao)

Por: Cristina Handa e Isaque Lourenço

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA