OMA lamenta morte da militante Constância da Costa

Bandeira da OMA (Foto: Bartolomeu do Nascimento)
Bandeira da OMA (Foto: Bartolomeu do Nascimento)
Bandeira da OMA (Foto: Bartolomeu do Nascimento)

O Secretariado Executivo Nacional da Organização da Mulher Angolana (OMA) lamentou hoje (quarta-feira) a morte, por doença, da sua militante e membro do Conselho de Honra, Constância da Costa Carneiro de Aguiar, a 02 de Junho, nesta cidade.

Em mensagem de condolências chegada à Angop, a direcção daquela organização feminina do partido MPLA exprime a “profunda dor e consternação pelo falecimento da camarada Constância da Costa Carneiro de Aguiar ocorrido em Luanda, por doença.”

O documento refere que “a malograda, de 78 anos de idade, esteve na génese da fundação da OMA, em 1962, em Leopoldville, República do Congo” e enaltece as “fortes convicções, a reconhecida prontidão e interpretação dos anseios do partido e da sua organização”.

A OMA promete ainda recordar para sempre Constância da Costa, pelo facto de ter sido defensora dos direitos da mulher e devido os feitos em prol da OMA.

Constância da Costa Carneiro de Aguiar exerceu o cargo de Secretária Municipal da OMA no distrito da Ingombota, que “desempenhou com zelo e dedicação e ocupou um espaço na galeria das mulheres que lutaram pela Luta de Libertação Nacional em Angola”, pode ler-se no informe. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA