“Não é por falta de solidariedade que ainda não há acordo”

Passos Coelho (D.R)

Em Baiona, Espanha, os líderes Passos Coelho e Mariano Rajoy recusaram antecipar comentários sobre um eventual incumprimento por parte da Grécia, até que hajam avaliações finais por parte do Eurogrupo.

Passos Coelho (D.R)
Passos Coelho (D.R)

No âmbito da cimeira Luso- Espanhola, o primeiro-ministro destacou que “ainda é cedo para fazer comentários sobre uma avaliação final que ainda não existe”.

No entanto, Passos Coelho afirmou que “todos esperamos que seja possível encontrar uma solução que funcione para a a Grécia e para o Eurogrupo”.

O chefe do Governo português garantiu ainda que “tem havido abertura por parte das instituições para que haja entendimento”, salientando as reestruturações que foram feitas à dívida Grega. Passos disse ainda não ter “conhecimento de nenhum impedimento à chegada de um acordo entre o governo Grego e os líderes do Eurogrupo”.

“Não creio que os riscos na área financeira estão associados ao incumprimento por parte da Grécia. Aconteça o que acontecer, precisamos de encontrar respostas que garantam a estabilidade da União Europeia. Creio que não é por falta de solidariedade que ainda não foi alcançado um acordo”, acrescentou.

Por seu turno, Mariano Rajoy, primeiro-ministro Espanhol, corroborou as declarações de Passos Coelho e garantiu que “é do interesse de todos que o acordo sobre a situação grega seja alcançado”, mas realçou a necessidade de todos “cumprirem as regras do jogo”. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA