Moxico: Destruídas mais de três mil plantas de estupefacientes

MOXICO: ACTO DE QUEIMA DE ESTUPEFACIENTES NAS ARTERIAS DA CIDADE DO LUENA (Foto: Angop)
MOXICO: ACTO DE QUEIMA DE ESTUPEFACIENTES NAS ARTERIAS DA CIDADE DO LUENA (Foto: Angop)
MOXICO: ACTO DE QUEIMA DE ESTUPEFACIENTES NAS ARTERIAS DA CIDADE DO LUENA (Foto: Angop)

Luena – A destruição de três mil e 426 plantas de estupefacientes pelos Serviços Provincial de Investigação Criminal (SPIC) no Moxico, marcou sexta-feira, no Luena, as comemorações do Dia Internacional de Combate as Drogas na província.

Durante o acto de destruição testemunhado pelo juiz presidente do tribunal provincial em exercício, António João Pereira, o chefe de departamento de Narcotráfico da SIPC, intendente Mateus João, informou que a quantidade representa mais 10 quilogramas de produtos, maioritariamente apreendidos nos municípios do Luau e Alto-Zambeze.

Por sua vez, o juiz António João Pereira, lamentou o facto de a maioria dos consumidores de drogas serem jovens com idade entre os 14 a 17 anos, principais continuadores da sociedade angolana, temendo que o país venha perder quadro em caso de não travar-se a situação.

Exortou a polícia nacional para continuar a trabalhar na apreensão e destruição de todo tipo de drogas, com vista a manter-se uma sociedade livre do flagelo. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA