Morreu o menino de seis anos diagnosticado com difteria em Espanha

(D.R)
(D.R)
(D.R)

Criança não estava vacinada contra a doença, por decisão dos pais. Foi o primeiro caso de difteria em Espanha desde 1986.

O menino de seis anos que estava internado, em Espanha, por ter sido diagnosticado com difteria, morreu este sábado.

Segundo o El Mundo, a morte da criança, que não estava vacinada contra a doença por decisão dos pais, foi confirmada pelo delegado de saúde, que pediu que este óbito sirva de “reflexão coletiva” sobre a necessidade de vacinação. Desde1986 que não era diagnosticado qualquer caso de difteria em Espanha.

A criança tinha afetadas as funções respiratórias, cardíacas e renais, estava com respiração assistida e ligado a um rim artificial. Estava internado na unidade de cuidados intensivos do Hospital Vall d’Hebron, de Barcelona, desde o passado dia 30 de março.

A difteria é uma doença respiratória que afeta as vias respiratórias altas e pode ser mortal por conduzir à asfixia. A bactéria que provoca a doença, por outro lado, também ataca o coração e o sistema nervoso central, onde pode deixar sequelas. Os primeiros sintomas podem fazer com que a doença se confunda com uma amigdalite. (dn.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA