Ministro da Construção quer novo modelo de gestão de estradas

O ministro Waldemar Pires (Foto: D.R.)
O ministro Waldemar Pires (Foto: D.R.)
O ministro Waldemar Alexandre
(Foto: D.R.)

O novo modelo de gestão de estradas poderá propiciar a participação de ex-militares e jovens, afirmou o ministro da Construção, Waldemar Alexandre, no final de um debate promovido pela Câmara de Comércio Estados Unidos-Angola (USACC).

O novo modelo de conservação de estradas, que terá como entidade financiadora o Fundo Rodoviário, que se encontra em reestruturação, deverá facilitar a gestão de infraestruturas rodoviárias e está a ser objecto de um trabalho conjunto entre os ministérios da Construção e das Finanças, acrescentou Waldemar Alexandre.

‘A gente passa por essas estradas e vê muita juventude sem nada a fazer, então a ideia é engajá-los nas actividades de conservação e manutenção de estradas’, observou o governante.

Quanto aos materiais de construção, adiantou que serão traçadas políticas de desenvolvimento da indústria de matérias de construção, recorrendo-se a processos construtivos e tecnologias de construção que mais se adequam às necessidades locais.

Considerou, por outro lado, que se deve fazer recurso ao laboratório de engenharia como órgão de investigação, na procura de soluções locais em termos da execução ou fabricação de matérias de construção, usando metodologias e processos mais baratos para se atingir esses objectivos.

O ministro da Construção participou, como orador principal, no debate sobre “Modelos de atracção de investimento no sector da construção para o processo de diversificação da economia”, promovido pela USACC no âmbito do habitual First Friday Club, convívio social entre executivos, que tem lugar nas primeiras sextas-feiras de cada mês.

Parcerias público-privadas

No evento em que participaram responsáveis das empresas que constituem a base dos membros da USACC foram abordadas as oportunidades existentes para que o sector empresarial possa participar na construção de infraestruturas por via das parcerias público- privadas.

A 34ª edição do First Friday Club está alinhada ao interesse da Câmara de Comércio dos Estados Unidos da América-Angola de promover, junto dos seus membros, os projectos com maior potencial para dinamizar o processo de diversificação da economia tendo em vista o desenvolvimento sócio-económico de Angola.

Ao intervir na sessão, o ministro da Construção salientou que Angola já reabilitou e construiu mais de 12 mil quilómetros de estradas, logo a circulação rodoviária é um facto.

Waldemar Alexandre ressaltou que o investimento feito em determinado contexto requer já um outro tipo de intervenção como a necessidade de preservação destes investimentos, cujo nível de crescimento ocorreu numa proporção inversa das capacidades das instituições responsáveis pela sua gestão.

Disse que vários são os factores que ocorrem para a degradação das infraestruturas em resultado da dinâmica da sua exploração, nem sempre racional.

Salientou que o Ministério da Construção assume hoje uma importância estratégica no processo de reconstrução nacional e no desenvolvimento sustentável do país, estando a sua acção orientada no sentido de prosseguir com dinamismo a construção de infraestruturas visando o desenvolvimento do país. Acrescentou que o resultado desta acção é visível, estando reflectido na interligação das principais localidades, cidades, vila, aldeias, e pequenos centros populacionais, a aproximação dos serviços administrativos e da administração do Estado e os cidadãos. (opais.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA