Malanje: Sectores da saúde e educação na região Songo preocupam vice-governador

Gabriel Domingos António Pontes - Vice Governador de Malanje para Infra Estruturas (Foto: Francisco Miúdo)
Gabriel Domingos António Pontes - Vice Governador de Malanje para Infra Estruturas (Foto: Francisco Miúdo)
Gabriel Domingos António Pontes – Vice Governador de Malanje para Infra Estruturas (Foto: Francisco Miúdo)

O vice-governador de Malanje para o sector técnico e infra-estruturas, Gabriel Pontes, apontou as dificuldades que se registam no funcionamento e na execução de obras nos sectores da saúde, educação e estradas como sendo preocupantes para o governo e para os munícipes da Região Songo.

O responsável manifestou esta preocupação sábado, no termo da visita de campo de quatro dias que efectuou a Região Songo, onde constatou o grau de execução das obras em curso e o nível de vida das comunidades.

Gabriel Pontes destacou a necessidade de se imprimir maior dinâmica na implementação dos projectos e acções ligadas a estes sectores, por forma a se melhora o seu funcionamento e consequentemente o modo de vida dos munícipes.

Durante sua estada na Região Songo, o vice-governador registou a falta de abastecimento de água potável, residências para professores e técnicos de saúde, escolas de carácter definitivo e degradação das vias de acesso às comunas de Quitapa, Dombo Wazanga e Capunda, no município de Luquembo.

Face a situação, Gabriel Pontes garantiu que tudo será feito, no sentido do governo da província construir e reabilitar novas escolas, hospitais e residências para quadros, no sentido de melhor servir as comunidades.

Reconheceu que os munícipes das comunas e aldeias têm percorrido longas distâncias para ter acesso a estes serviços em busca de assistência médica e medicamentosa, pelo que urge se empreender esforços para ultrapassar este problema.

Exortou os munícipes a manterem calma, uma vez que o governo está a trabalhar para melhorar a qualidade da vida dos cidadãos.

A visita do vice-governador a região Songo visou constatar o grau de execução das obras e outras acções em curso no âmbito do programa de combate à fome e à pobreza e serviu para visitar várias obras e reunir-se com as autoridades administrativas e tradicionais, sociedade civil e com os conselhos locais de auscultação e concertação social, de quem ouviu as principais dificuldades das populações.

A Região Songo de Malanje compreende os municípios de Quirima, Luquembo e Cambundi-Catembo. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA