Líderes Afinal, o poder muda ou não os políticos?

(D.R)

Os líderes não mudam após chegarem aos cargos, as suas características já existiam e apenas se acentuam.

(D.R)
(D.R)

O poder é uma motivação para chegar aos objetivos, sejam eles públicos ou privados, e a diferença entre líderes não se distancia por se estar à frente de um partido ou de uma empresa.

Assim, a personalidade define um líder, um homem poderoso, e a capacidade para alcançar o topo de uma carreira está intrínseco na forma de ser. As caraterísticas pessoais podem ser desenvolvidas ao longo da vida, porém muitas vezes já existiam e há apenas um enaltecimento destas quando se chega ao poder.

“Não é o exercício do poder que transforma as pessoas, quando vão para lá já eram diferentes. O poder pode é acentuar certos traços da personalidade”, explica Luís Reto, reitor do ISCTE, em declarações ao jornal i.

O investigador compara Passos Coelho e José Sócrates garantindo que são ambos autoritários mas que o mostram de forma diferente. “Aparentemente, o primeiro-ministro é mais afável que o seu antecessor, embora seja tão obstinado como Sócrates”, mas a motivação de ambos fê-los alcançar os seus objetivos.

O atual primeiro-ministro “não é tão exuberante na manifestação dos traços de personalidade”, mas estes existem e são fortes, caso contrário não conseguiria estar a liderar um partido político e, consequentemente, um país. (noticiasaominuto.com)

DEIXE UMA RESPOSTA