Itália: Partido de Renzi recua sem estrondo nas eleições regionais

(D.R)
(D.R)
(D.R)

O Partido Democrata do primeiro-ministro italiano parece roçar o pior cenário previsto nas eleições regionais e municipais parciais deste domingo.

Segundo as primeiras projeções a formação de centro-esquerda deverá vencer quatro das sete regiões que foram a votos, ainda que possa arrebatar a região da Campania à coligação de centro-direita do partido Forza Italia de Berlusconi.

Em jogo, no sufrágio, está a liderança nas regiões de Veneto, Liguria, Toscana, Umbria, Marche, Campania e Puglia, assim como mais de um milhar de câmaras municipais, como Veneza, Mântua ou Agrigento.

Única derrota anunciada para a formação de Renzi, a Ligúria, quando a coligação de centro-direita poderia obter a liderança de três das sete regiões.

Em número de votos em todas as regiões, o partido de Matteo Renzi obtém 22,6% de votos, com o Movimento 5 estrelas de Beppe Grillo a surgir em segundo lugar com 19,6% e os populistas da Liga Norte (10,3%) a ultrapassarem a formação de Berlusconi (10,3%).

O partido de Grillo será igualmente o mais votado nas regiões da Liguúria, Puglia e Campania.

As eleições são marcadas igualmente por uma participação em baixa de 10% relativamente ao último sufrágio.(euronews.com)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA