Interpol corta com a FIFA (vídeo)

(DR)
(DR)
(DR)

A Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) anunciou esta sexta-feira a decisão de suspender a parceria com a FIFA e congelar apoios no valor de 20 milhões de euros que recebia da organização.

A contribuição financeira da FIFA destinava-se a apoiar o programa sobre Integridade no Desporto, lançado em 2011.

O secretário-geral da Interpol, Jürgen Stock, explicou que todos os colaboradores exteriores, públicos ou privados, devem partilhar os princípios fundamentais da organização.

A FIFA reagiu à decisão, declarando estar “dececionada” pela decisão “unilateral” da Interpol. A instituição garante que de mantém fiel a “esta importante colaboração” e que tudo fará para que a mesma seja “reactivada o mais rápido possível”.

“O sucesso e a importância deste programa não podem ser subestimados. A nossa cooperação durante os últimos quatro anos foi fundamental no combate contra o problema transnacional da manipulação de recultados dos jogos”, afirma a instância que rege o futebol mundial num comunicado.

Também o Vaticano cortou com a FIFA.
Na quinta-feira, foi anunciado em Buenos Aires, que o programa educativo Escolas Improvisadas, fundado pelo Papa Francisco, renunciou também às centenas de milhares de dólares que era previsto receber da Copa América, cuja 44a. edição vem de começar no Chile. (euronews.com)

por Nelson Pereira

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA