Iémen: Carros armadilhados deixam rasto de sangue em Sana

(euronews.com)
(euronews.com)
(euronews.com)

A capital do Iémen, Sana, foi palco de quatro explosões de carros armadilhados. Pelo menos 50 pessoas morreram. Os ataques foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico.

As explosões tiveram lugar junto a mesquitas e a um quartel-general da milícia xiita Huthi que controla a capital há vários meses e que tem sido alvo de bombardeamentos da aviação liderada pela Arábia Saudita.

“O carro carregado de explosivos estava a passar na rua e tinha as pessoas na mira. Estava carregado com explosivos muito poderosos”, diz uma testemunha.

Totalmente destruída ficou também a casa do chefe da delegação do governo no exílio, Abdel Aziz al-Jubari, que participa nas negociações de paz em Genebra. O ataque foi perpetrado pelas milícias Huthi.

“Hoje, enquanto estávamos aqui em Genebra com as mentes e corações abertos para encontrar uma solução fui, infelizmente, surpreendido com a notícia de que a minha casa foi pelos ares. É lamentável que as maneiras e comportamentos das pessoas cheguem a este ponto”, desabafou.

De acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros iemenita, ainda não houve progressos nas conversações de paz. Desde março já morreram pelo menos 2600 civis e a crise humanitária agrava-se de dia para dia. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA