Governo deve aceitar investigação independente ao caso Kalupeteka, diz Chivukuvuku

Abel Chivukuvuku (VOA)
Abel Chivukuvuku  (VOA)
Abel Chivukuvuku (VOA)

O líder da Casa-CE Abel Chivukuvuku apelou ao Governo angolano que autorize a realização de uma investigação independente aos acontecimentos do Monte Sumi no Huambo, para  que de uma vez por todas se resolva este assunto.

Chivukuvuku, que falava à VOA, apontou o nome de algumas organizações nacionais independentes que possam fazer esta investigação e sugeriu que fosse o Governo a convidar  os investigadores.

“Nós temos aqui em Angola organizações como a Associação Justiça Paz e Democracia (AJPD), a Open Society, Maka Angola,. que podem investigar o caso Kalupeteka e podem para além destas chamar a Human Rights Watch,, a Comissão das Nações Unidas para os Direitos Humanos”, disse acrescentando que essa investigação é necessária “para que todos saibam da verdade”.

“Isto se o governo não tiver nada a esconder porque se não aceita é porque quer esconder alguma coisa”, acrescentou.

O presidente da Casa-CE pediu ainda que as instituições oficiais angolanas deixem de manipular factos sobre esta matéria.

“As instituições públicas de Angola são as maiores violadoras das leis, incluindo a própria Assembleia Nacional que viola as próprias leis que ela aprova, por isso neste caso Kalupeteka não devia surpreender ninguém que o Governo procure, sobretudo as entidades do Huambo, procurem escamotear os factos e até ajam de forma ilegal com subterfúgios para tentarem ganhar razão, mas a verdade vem sempre ao de cima”, concluiu o líder daquele partido na oposição. (voa.com)

por Manuel José

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA