Globalcom debate estratégias de telecomunicações no Hotel Skyna em Luanda

(D.R.)
(D.R.)
(D.R.)

No próximo dia 23 de Junho, as portas do Hotel Skyna, em Luanda estarão abertas para albergar a 6ª edição da Reunião Anual do Globalcom, o mercado das Telecomunicações em Angola.

O evento que culmina no dia 24, é composto por vários painéis, em que os participantes, na sua maioria executivos das empresas de telecomunicações reflectirão sobre as tendências das novas tecnologias de informação e comunicação num país como Angola, que deverá no próximo ano contar com os préstimos do cabo submarino, que vai permitir maior fluidez do tráfego em matéria de telecomunicações.

A fibra óptica impor-se-á em todo o país, como a solução mais avançada, em termos de qualidade e rapidez de informação, permitindo uma completa mudança no paradigma das telecomunicações no país, com a instalação e funcionamento deste sistema.

Nesta reunião, a empresa Angola Cables deverá apresentar, pela voz do seu responsável máximo, o engenheiro António Nunes, uma panorâmica da sua actividade e das vantagens que Angola terá, com a utilização do cabo submarino que ligará Angola ao Brasil, em tempo recorde. Um outro especialista da empresa, o engenheiro Artur Mendes debruçar-se-á em aspectos relacionados com o Marketing. O Marketing Stream que, de resto, estará em evidência com um painel, dedicado à criação de novos modelos de negócio baseados no cliente e com subtemas apontando caminhos de desenvolvimento de estratégias e produtos que “respondam às exigências e necessidades do consumidor Angolano”.

O ciclo de prelecções integra os seguintes temas:

Customer Experience Management como dinamizador de negócio; Desenvolvimento de produtos específicos através da segmentação; Omnicanalidade: estratégias para chegar a cada cliente através do canal mais efetivo; Loyalty vs. portabilidade: quais são as estratégias dos operadores para captar e reter clientes; Lançamento de novos produtos baseados na segmentação dos targets; Desenvolver a parceria adequada e a estratégia de pricing para maximizar as receitas; Novos Serviços de Valor Acrescentado.

A reunião comportará ainda uma mesa redonda subordinada à questão das “operadoras e os clientes corporativos” levantando as seguintes preocupações:

Quais são as necessidades especificas dos diferentes sectores nomeadamente as petrolíferas; construtoras, caminhos de ferro e transportes aéreos?; Qual é o impacto que produz um serviço eficiente na produção destas indústrias?; De que maneira as operadoras estão a abordar estas necessidades e que estratégias estão a desenvolver?; Que investimento deve ser feito em quanto às soluções tecnológicas e desenvolvimento de redes?; De que maneira afectará o SACS nas diferentes indústrias?

 

Na esfera das grandes ideias a 6ª edição do Globalcom tratará das “tendências e previsões” do bloco “Visão 2020”, que perspetivará o rumo que “tomará o mercado e quais serão as principais novidades a serem lançadas; Como deve ser a criação de estratégias comuns entre os operadores para mantera cadeia de produção; Qual será o impacto da migração digital na indústria das telecomunicações e nos serviços de banda larga; Como oferecer comunicações económicas e confiáveis e que estejam adaptadas às necessidades de cada cliente; Que networks e infra-estruturas podem reduzir custos e incrementar a eficiência?

O Globam.com conta com a assessoria do grupo iiR Angola, tendo como principal patrocinador, a Unitel. (Portal de Angola)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA