Ex-chefe de Segurança da China é condenado à prisão perpétua

(Foto de CCTV/CCTV/AFP)
(Foto de CCTV/CCTV/AFP)
(Foto de CCTV/CCTV/AFP)

O ex-chefe de Segurança da China Zhou Yongkang foi condenado nesta quinta-feira à prisão perpétua, convertendo-se no principal dirigente chinês detido em décadas, anunciou a agência chinesa de notícias, Xinhua.

“Zhou Yongkang foi condenado à prisão perpétua por ter aceitado subornos, abusado de seu poder e divulgado de forma deliberada segredos de Estado”, indicou a agência oficial, afirmando que o processo secreto do ex-membro do Comité Permanente do Gabinete Político do Partido Comunista Chinês havia ocorrido em Tianjin, uma metrópole a leste de Pequim.

O ex-dirigente admitiu sua culpa e não recorrerá do veredicto, segundo a Xinhua.

Ex-ministro da poderosa pasta de Segurança Pública, Zhou Yongkang, de 75 anos, esteve à frente da Comissão de Assuntos Políticos e Judiciais do Partido Comunista até Novembro de 2012, quando se retirou junto a outros dirigentes.

Detido em segredo, não era visto desde o outono de 2013.

Sua condenação é a mais emblemática da campanha lançada pelo presidente Xi Jinping contra a corrupção, que tenta atingir tanto líderes quanto funcionários de menor escalão. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA