Estudantes angolanos arrecadam cinco medalhas de ouro nas olimpíadas internacionais

Ministro da Educação recebe estudantes que participaram no concurso internacional (Foto: Lino Guimarães)

Estudantes angolanos do colégio Esperança Internacional, que conquistaram cinco medalhas de ouro nas olimpíadas internacionais de ciências de artes e inglês, que decorreram na Holanda, Quénia, Estados Unidos, Roménia, e Indonésia, de Abril a Junho, foram hoje, segunda-feira, em Luanda, recebidos pelo ministro da Educação, Pinda Simão.

Ministro da Educação recebe estudantes que participaram no concurso internacional (Foto: Lino Guimarães)
Ministro da Educação recebe estudantes que participaram no concurso internacional (Foto: Lino Guimarães)

O colégio, que contou com 18 representantes da 7ª a 12ª classe, mereceu conquistou igualmente nove medalhas de prata e 13 de bronze.

Na ocasião, Pinda Simão disse que o feito mostra o investimento de tempo, vontade na formação, reconhecido em termos internacionais, gratificante para Angola.

Referiu, por outro lado, à actividades do género ajudam a avaliar o nível do aprendizado aplicado nas escolas do país, a capacidade de se espelhar o que se está aprender, apontando como objectivo principal de qualquer sistema de ensino.

“O aprendizado deve ser útil a vida prática, pertinente para ajudar a resolver os problemas, para criação de iniciativas, novos projectos, bem como investigação”, frisou.

Pinda Simão mostrou-se satisfeito com os frutos arrecadados no país em termos de participações em concursos internacionais.

O ministro apelou aos estudantes a continuarem a trabalhar com mérito e dedicação para que se mantenham os resultados  e espera que as Olimpíadas de Matemática, a serem realizadas em Janeiro de 2016, em Cabo Verde,  tenha o mesmo sucesso.

Angola, disse Pinda Simão, precisa de quadros capacitados, tendo em conta que para que haja uma grande nação são necessários quadros qualificados.

“O ministério também começou a realizar olimpíadas, como as de matemática, pelo desafio apresentado pelo colégio Esperança Internacional”, disse.

Por sua vez, o sub-director da instituição escolar, Mustafa Boztepe, revelou que o objectivo da participação dos seus estudantes as olimpíadas é medir o nível de ensino da instituição.

O colégio Esperança Internacional existe no país desde 2007 e tem marcado presença nas olimpíadas internacionais desde 2010, sendo a edição de 2015 a com maior sucesso. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA