Estudante angolana conquista medalha de ouro nos EUA

Jasmin Prakash (Foto: Cedida pela fonte)
Jasmin Prakash (Foto: Cedida pela fonte)
Jasmin Prakash (Foto: Cedida pela fonte)

A estudante angolana Jasmim Prakash venceu, este mês, na cidade de Nova Iorque, Estados Unidos da América (EUA), uma medalha de ouro, na Categoria de Arte, num concurso académico em que participaram mais seiscentos concorrentes de vários países.

A informação foi avançada hoje, segunda-feira, à Angop, pelo subdirector do Colégio Esperança Internacional (Angola), Mustafa Boztepe, onde Jasmim Prakash, de 15 anos, estuda a 9ª classe.

O subdirector informou que, a fase final do concurso decorreu de 14 a 19 deste mês e participaram da actividade sete estudantes angolanos em diferentes categorias, sendo que Jasmim Prakash apresentou um desenho a retratar questões ambientais.

Durante o concurso, realçou, a boa qualidade dos estudantes angolanos foi reconhecida pela organização da prova.

“O nome de Angola foi bem levantado no evento com a medalha de ouro arrebatada por Jasmim Prakash, assim como de mais quatros medalhas de prata e bronze conquistada por outros estudantes angolanos no concurso”, sublinhou.

Por seu turno, Jasmim Prakash disse ser um grande orgulho ter representado condignamente o país, num evento internacional de grande dimensão.

Reconheceu que foi difícil vencer o concurso visto que na Categoria de Arte havia concorrentes “fortes” que apresentaram bons trabalhos.

No seu desenho, explicou, abordou questões relacionadas com a importância da preservação do meio ambiente e combate à poluição na natureza.

“Eu nem sabia que tinha tanto jeito para o desenho, fazia-o apenas como passatempo, mas depois de ver reconhecido, a nível internacional, esse talento natural vou apostar ainda mais nessa vertente artística”, revelou.

Os estudantes angolanos do Colégio Esperança Internacional, que conquistaram as medalhas no concurso, foram recebidos, nesta segunda-feira, em Luanda, pelo ministro da Educação, Pinda Simão.

O Colégio Esperança Internacional está implementado na capital angolana desde 2007 e além de professores nacionais, a instituição conta ainda com docentes oriundos da África do Sul, Alemanha, Turquia, Geórgia, entre outros países. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA