Estados Unidos não pedirão desculpas ao Brasil por espionagem durante visita de Dilma

(Roberto Stuckert Filho / Presidência da República)
(Roberto Stuckert Filho / Presidência da República)
(Roberto Stuckert Filho / Presidência da República)

A presidente brasileira, Dilma Rousseff, não receberá um pedido de desculpas esperado há tempos por ela dos Estados Unidos, quando se encontrar com o presidente norte-americano, Barack Obama, na próxima semana, de acordo com o porta-voz da Casa Branca, Ben Rhodes.

As relações entre os EUA e o Brasil têm estado frias desde a revelação, em 2013, de que a Agência Nacional de Segurança dos EUA espionou Dilma. A presidente cancelou um visita de Estado aos EUA naquele ano e solicitou um pedido formal de desculpas, que nunca veio. Rhodes disse que os EUA não se desculpam por seu monitoramento, mas adotaram mudanças políticas. A decisão de Dilma de realizar a visita aos EUA “indica que estamos avançando”, disse o porta-voz, segundo informação da Agência Estado. (sputniknews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA